Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 26-10-2020 às 00:18

O gera queda ou contribui com o crescimento dos cabelos?

Queda de cabelos é um assunto que assusta a pessoas de variadas idades. O dermatologista especialista no assunto Dr Rodrigo Pirmez, fala sobre mitos e verdades sobre o tema

É importante observar o que pode ser considerada uma queda excessiva de fios. | Creditos: PixaBay

Você já ouviu falar que cortar o cabelo durante a fase de lua cheia faz com que ele cresça mais rápido? Esse é uma das questões de cultura popular que mais se ouve envolvendo a queda e o crescimento capilar.

São diversas as dúvidas e confusões de leigos sobre a saúde do cabelo e do couro cabeludo. Não é incomum as pessoas não conhecerem a gravidade de alguns tipos de queda de cabelo e da necessidade de buscar tratamento com especialista. "Existem diversos tipos de alopecia, algumas de natureza autoimune, inflamatória ou infecciosa, por exemplo. Doenças sistêmicas edeficiências vitamínicas também podem ter reflexo sobre os fios, causando quedas agudas de número aumentado de fios", explica o dermatologista Rodrigo Pirmez, do Rio de Janeiro, médico membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da European Hair Research Society e da North American Hair Research Society.

É importante observar o que pode ser considerada uma queda excessiva de fios. “Existe uma queda normal no dia-a-dia que não representa nenhum problema. Isso acontece porque estamos constantemente trocando fios antigos por novos. A média considerada normal é de cerca de 60-100 fios por dia.  Caso suspeite de que sua queda está acima do normal, ou ainda, caso observe falhas no couro cabeludo, o recomendado é procurar um médico dermatologista com experiência na área de doenças dos cabelos e couro cabeludo para realizar o diagnóstico precoce da condição”, explica o especialista.   

Confira uma lista de alguns mitos e verdade sobre a queda e o crescimento de cabelo com a avaliação do Dr. Rodrigo Pirmez:

1 - É importante aparar as pontas para o cabelo crescer e ficar mais forte?

Mito. "O cabelo é produzido pelo folículo piloso, no couro cabeludo. Cortar as pontas não vai influenciar no crescimento dos fios. A origem do mito se deve ao fato de os fios de cabelo serem um tecido sem vida, ou seja, não tem capacidade de seregenerar como a pele. Os danos sofridos pelos fios se acumulam com o tempo e são mais percebidos justamente nas pontas. Ao corta-las, retira-se a parte mais danificada do cabelo e por isso pode-se ter a impressão de que ele “ficou mais forte”. Mas isso não ocorre de fato. ", explica o médico. 

 

2 - O uso de pílula anticoncepcional diretamente no cabelo ajuda a fortalecer os fios?

Mito. "Não existe qualquer evidência de que a aplicação tópica da pílula anticoncepcional gere algum benefício aos fios. Isso não é recomendado.”

 

3 - Menopausa pode afetar o crescimento dos cabelos?

Verdade. “Os fios de cabelo passam por um processo de envelhecimento que é natural. Depois da menopausa, esse processo émais acentuado. De maneira geral, os fios vão afinando com o tempo e as pacientes tem a impressão de que o volume dos cabelos é menor. Essa redução do volume normalmente não é acentuada. Mas, em algumas mulheres pode ser intensa erequerer tratamento médico", alerta o Dr.  Rodrigo Pirmez. 

 

4 - Caspa pode agravar queda de cabelos?

Parcialmente verdade. Quadros inflamatórios muito intensos no couro cabeludo, incluindo casos graves de dermatite seborreica (caspa), certamente podem levar a queda dos fios. Em casos leves, a queda de cabelos não costuma ser uma queixa dos pacientes. Mas, considerando que qualquer inflamação tem o potencial de alterar o ciclo dos cabelos e causar algum grau dequeda, é interessante que mesmo os casos mais brandos sejam tratados.

 

Sobre o especialista: Dr. Rodrigo Pirmez - Médico dermatologista com Graduação e Residência Médica em Dermatologia pela UniversidadeFederal do Rio de Janeiro (UFRJ). É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, European Hair Research Society e North American Hair Research Society. Atual coordenador do Departamento de Cabelos da Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Rio de Janeiro. É um dos fundadores e atual vice-presidente da International Trichoscopy Society. É professor do Centro de Estudo de Doenças dos Cabelos e Couro Cabeludo da Santa Casa da Misericórdia – Instituto deDermatologia Professor Rubem David Azulay. É autor de capítulos de livro e de diversos artigos científicos publicados em revistas médicas.Frequentemente palestra ecoordena eventos médicos nacionais e internacionais.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.