Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 25-04-2019 às 04:33

Flor Ribeirinha faz apresentação durante a Feira Cultural  no Comper

A Feira Cultural em comemorações dos 300 anos de Cuiabá que acontece no Supermercado Comper do CPAI encerra no do dia 13 de abril

| Creditos: Divulgação

As comemorações dos 300 anos de Cuiabá continuam na Feira Cultural com exposição de artesanatos e apresentações típicas no Supermercado Comper, do CPAI até o dia 13 de abril com apresentação do grupo Flor Ribeirinha, no encerramento, às 19h, gratuitamente.

De acordo com a gerente Regional de Operações da empresa Izilda Maria, o objetivo da Feira vai além de homenagear Cuiabá e também oportunizar aos artesãos locais mostrarem e comercializar os seus produtos de diversos segmentos, dentre eles: aromatizantes, fantoches, bonecas de tecido, chinelos bordados, diversos produtos indígenas. E também muitas guloseimas, licores, paçoca de pilão e banana frita.

Para o expositor Kalleo da empresa Seu biscoito é muito importante participar desta Feira Cultural. "Estamos no ramo de biscoitos artesanais há 25 anos, fundado pela minha avó D. Lúcia e estamos felizes em ter a oportunidade de oferecer nossos produtos caseiros aos clientes da rede Comper, sendo ainda o ano em que Cuiabá completa seus 300 anos", disse entusiasmado.

A expectativa dos clientes para apresentação do grupo Flor Ribeirinha também é grande. Fundado há 25 anos por Domingas Leonor da Silva o grupo trabalha para divulgação e preservação da cultura mato-grossense. Recentemente esteve na China onde participou do evento ‘Culturas do Mundo’ e mostrou através do espetáculo ‘Mato Grosso Dançando o Brasil’, as belezas do País através das danças que homenageou as regiões brasileiras com foco  no siriri cuiabano enraizado na comunidade de São Gonçalo Beira Rio, que encantou o povo chinês. Da mesma forma a apresentação deste sábado mais uma vez vai encantar os clientes do Comper.

Domingas Leonor da Silva sempre frisa que mesmo diante das dificuldades enfrentadas, ela nunca deixou de lutar pela preservação da cultura Mato-grossense. "Nos esforçamos muito para que os nossos valores culturais sejam  conhecidos lá fora, no Brasil e na nossa cidade’, finalizou.

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.