Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 23-04-2019 às 00:17

Sentir saudade é saudável?

Psicóloga aconselha a estimular as lembranças de experiências positivas ao invés de focar na ausência

Caso a saudade se torne obsessiva, fazendo com que a pessoa permaneça em estado melancólico por muito tempo e que a bloqueie de vivenciar experiências e emoções atuais, é necessário a ajuda de um profissional especializado. | Creditos: PixaBay

De acordo com pesquisa realizada por uma empresa britânica com mil tradutores e publicada pela BBC, a palavra da língua portuguesa “saudade” é a sétima mais difícil de ser traduzida entre todos os idiomas. “Saudade é uma lembrança que volta à consciência frequentemente, estando atrelada a algum aspecto vivido ou alguém que tenha passado em nossas vidas e que, por algum motivo, não está mais presente”, tenta explicar o sentimento a psicóloga do Grupo São Cristóvão Saúde, Aline Melo.

Aline cita quais são os principais sintomas que descrevem a palavra:

  • Lembrança recorrente
  • Melancolia
  • Angústia no peito
  • Falta de concentração

Segundo a especialista, a saudade não se direciona apenas às pessoas, mas também às coisas, aos lugares e até às fases da vida. “Pode ocorrer por um tempo determinado, devido a uma viagem, um afastamento temporário, ou, em outras situações, não tem data para terminar, como quando alguém falece”.

 

Quando a saudade deixa de ser saudável

Viver este sentimento é de extrema importância para aprender a lidar com ele, porém alimentá-lo a todo o tempo pode impedir que se viva momentos bons no presente. A psicóloga aconselha a estimular as lembranças de experiências positivas que teverelacionadas ao que provoca a saudade, ao invés de focar na ausência, de forma que se aprenda a lidar melhor com essa falta.

Caso a saudade se torne obsessiva, fazendo com que a pessoa permaneça em estado melancólico por muito tempo e que a bloqueie de vivenciar experiências e emoções atuais, é necessário a ajuda de um profissional especializado. “Ao lidar com a saudade de maneira mais saudável e apropriada, ela poderá adormecer por um tempo, surgindo ainda em alguns momentos, mas não prejudicando as vivências do presente”, finaliza Aline Melo.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.