Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 21-07-2019 às 13:06

Cineasta e jornalista são homenageados na 18ª Mostra do Filme Livre

No dia 19/04, às 18h30, a obra do jornalista e superoitista Geneton Moraes Neto será tema de debate

Geneton Moraes Neto, um dos homenageados | Creditos: Divulgação

O cineasta mineiro Sylvio Lanna e o jornalista e superoitista pernambucano Geneton Moraes Neto são homenageados na 18ª edição da Mostra do Filme Livre, conhecida por evidenciar a produção independente, sem verbas públicas ou sem grandes patrocínios, e de viés mais autoral.

O evento até 22/04, no CCBB São Paulo (depois segue para Brasília e RJ) , exibirá 155 filmes de todo o Brasil. A programação inclui, além das sessões especiais sobre os homenageados, estreias de filmes , oficina de super-8 e debates.

No dia 29/03, sexta, às 19h, acontece a sessão especial, seguida de debate com a presença de Sylvio Lanna. Já no dia19/04, às 18h30, acontece a sessão especial Geneton Moraes Neto e debate sobre sua obra, ambos no CCBB SP, com entrada gratuita.

 

Homenagem a Sylvio Lanna - Mineiro de Ponte Nova, Sylvio Lanna entrou para a história da cinematografia brasileira e mundial em 1970, quando finalizou seu primeiro e único longa: “Sagrada Família”. Considerado um marco do “Cinema Marginal”, o filme é um radical experimento narrativo e técnico, com uma desconstrução sonora poucas vezes vista em película. Embora tenha vivido um grande hiato cinematográfico desde então, Sylvio quer deixar a fama de artista bissexto e acaba de realizar duas novas produções: o média “? In Memoriam – O Roteiro do Gravador” e o curta “Um Cinema Caligráfico”, que estrearão na mostra. Outro quitute que será saboreado pelos expectadores é a raridade “Malandro, Termo Civilizado (ou Malandrando)”, média realizado em 1986 com participações de Moreira da Silva, Wilson Grey e Luís Melodia, que é praticamente inédito em tela grande.

 

Homenagem a Geneton Moraes Neto - Jornalista e cineasta pernambucano, Geneton Moraes Neto começa a realizar curtas experimentais por incentivo e influência do crítico Fernando Spencer no início dos anos 70, período que coincide com a popularização do super-8 sonoro, permitindo um cinema com total liberdade e pouquíssimos recursos. A filmografia de Geneton possui mais de uma dezena de curtas, documentários, ensaios e manifestos audiovisuais realizados em paralelo ao seu trabalho jornalístico.  A Mostra do Filme Livre vai exibir 9 filmes restaurados pela Cinemateca Pernambucana, realizados por Geneton entre 1973 e 1983 e a programação em sua homenagem tem a curadoria da Coordenadora de Cinema da Fundação Joaquim Nabuco e da Cinemateca Pernambucana Ana Farache e do cineasta e professor da UFPE Paulo Cunha, codiretor dos curtas “Coração do Cinema” e “Esses Onze Aí”, que também serão exibidos na Mostra. As sessões dos curtas serão seguidas de debates e ambos os curadores estarão presentes para conversar com o público nos CCBBs de São Paulo, Brasília e Rio sobre a importante produção de Geneton no campo do audiovisual e sobre o legado de seus filmes.

 

A programação paralela contará com uma oficina de Super 8 e 3 Debates no CCBB SP:

29/03, às 19h - Sessão e debate com a presença de Sylvio Lanna

19/04, às 18h30 - Sessão Geneton Moraes Neto e debate sobre sua obra

22/04, às 19h - Sessão com os curtas feitos na oficina de Super 8, com o filme premiado e debate com a direção do filme premiado e os professores da oficina 

 

Serviço:

18ª Mostra do Filme Livre

até 22/04, no CCBB São Paulo

de 16/04 a 12/05, no CCBB Brasília

de 08/05 a 03/06, no CCBB Rio de Janeiro

de 24 a 29/05, no Cine Arte UFF, em Niterói

Entrada Gratuita

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.