Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 21-07-2019 às 13:27

Construções verdes ao redor do mundo podem ajudar a proteger a Amazônia

Certificação LEED de edificações sustentáveis em qualquer lugar do mundo poderão beneficiar mais de 9 mil famílias amazonenses e ajudar a preservação da floresta amazônica

Essas doações são totalmente destinadas a atividades concretas de conservação ambiental e desenvolvimento sustentável de comunidades ribeirinhas Unidades de Conservação estaduais do Amazonas. | Creditos: PixaBay

Empreendimentos imobiliários de qualquer parte do mundo poderão apoiar o financiamento de projetos sustentáveis na Amazônia e receber a certificação LEED, um reconhecimento internacional para construções comprometidas com o meio ambiente. A ação inédita é fruto de uma parceria entre o Green Building Council Brasil (GBC Brasil), ONG responsável pela Certificação LEED no país, e a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), e deve beneficiar 9 mil famílias moradoras de 16 Unidades de Conservação (UC) do Estado do Amazonas e 580 comunidades/localidades tradicionais do interior do Estado.

O apoio para a conservação da Amazônia se dá por meio de uma doação para a FAS, proporcional à área do edifício em certificação, que pode variar de US$ 0.05 por m² anuais para edifícios já existentes a US$ 4.00 por m² para novos edifícios. Em troca, a construção recebe um ponto na certificação de “edificações verdes” LEED, que pode eventualmente significar o credenciamento da edificação à certificação, que é dividida nas categorias Básico, Prata, Ouro ou Platina, conforme a pontuação alcançada (de 40 pontos, nível certificado comum, a 110 pontos, nível Platina).

Essas doações são totalmente destinadas a atividades concretas de conservação ambiental e desenvolvimento sustentável de comunidades ribeirinhas Unidades de Conservação estaduais do Amazonas. Este território soma 10,9 milhões de hectares (equivalente à área de Portugal).

Vale ressaltar que independentemente de certificação LEED, empresas ou cidadãos podem contribuir com a FAS através do site.

cia e, hoje, Segundo Felipe Faria, diretor executivo do GBC Brasil, a contribuição do movimento de green building comprova a sua relevânpor meio da ferramenta de certificação LEED ou GBC CASA & CONDOMÍNIO destinada ao setor residencial, é inserida uma opção para a restauração e preservação do habitat natural, que inclui investimentos na floresta Amazônica, a partir dos projetos dirigidos pela FAS.

“Hoje, temos mais de 100 mil edificações buscando a certificação LEED em 167 países e é de suma importância relacionar esse trabalho nas cidades com a preservação das florestas e das populações que residem em áreas que carecem de serviços públicos especiais”, afirma o executivo. E completa: “esta iniciativa demonstra que sustentabilidade não possui fronteiras e que todos podem contribuir com a preservação e restauração de um dos maiores bens da humanidade, a floresta Amazônica.”  

 O superintendente geral da FAS, Virgílio Viana explica que a entidade tem se destacado no cenário nacional e internacional, com nove anos de experiência na implementação de programas pioneiros de geração de renda, melhoria de qualidade vida e empoderamento comunitário.

“Esta parceria com o GBC representa uma oportunidade histórica de conectar um setor que é responsável por uma parcela importante das emissões de gases de efeito estufa com a redução do desmatamento na Amazônia. Esta é uma prática que deveria ser adotada de uma maneira mais ampla, por diferentes setores e o fato de termos desenvolvido um mecanismo para o setor de construção tem um simbolismo histórico muito relevante. Esperamos que se torne um instrumento exitoso tanto para os que constroem quanto para o que lutam para a conservação da floresta da Amazônia.”, afirma Viana.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.