Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 22-07-2019 às 22:41

São Paulo ganha nova casa de cultura em frente ao Parque Villa-Lobos

A Casa do Parque, idealizada pela colecionadora Regina Pinho de Almeida, tem inauguração marcada para 23 de março

A Casa do Parque, idealizada pela colecionadora Regina Pinho de Almeida, tem inauguração marcada para 23 de março, quando ocorrerá o vernissage da exposição Tensão relações cordiais, com curadoria do crítico de arte Tadeu Chiarelli. | Creditos: Andujar, Gonper , Krokatsis, Marcelle (Reprodução/CASACOR)

A cidade de São Paulo acaba de ganhar mais um local de cultura. A Casa do Parque, idealizada pela colecionadora Regina Pinho de Almeida, tem inauguração marcada para 23 de março, quando ocorrerá o vernissage da exposição Tensão relações cordiais, com curadoria do crítico de arte Tadeu Chiarelli.

O espaço oferecerá uma programação cultural e de cursos de alta qualidade, com exposições de arte, oficinas, palestras, ciclos de debates e projetos especiais em torno de arte, cultura e conhecimento. A Casa do Parque está localizada em frente ao Parque Villa-Lobos. A coordenação da programação cultural é do editor Paulo Werneck.

Para a inauguração da casa de cultura, o Tadeu Chiarelli apresenta seu recorte pessoal da coleção de Regina Pinho de Almeida. Tensão relações cordiais apresenta obras de 42 artistas. O projeto expográfico do arquiteto Pedro Mendes da Rocha transforma a Galeria do Parque em uma “caverna”, que joga luz de forma dramática sobre cada obra individualmente.

As atividades de abertura da Casa do Parque incluem um ciclo de debates, que ocorrerá a partir do dia 25 de março. Com o tema Dinâmicas do Colecionismo de Arte Contemporânea, os talks são fruto de uma pesquisa de fôlego desenvolvida por Nei Vargas da Rosa na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e realizada com uma bolsa concedida pelo Instituto de Cultura Contemporânea (ICCo). Vargas fez um raio-X de todas as artes e ofícios ligados ao colecionismo de arte contemporânea.

Com 30 convidados e cinco dias de debates, sempre a partir das 18h, o ciclo reunirá expoentes de instituições de arte brasileiras, colecionadores, representantes de museus e fundações públicos e particulares, advogados, especialistas em seguro, em estratégias de financiamento, galeristas, editores, advisers e outros profissionais.

Além da programação cultural, a Casa do Parque oferecerá uma programação de cursos elaborada pelo artista plástico e educador Claudio Cretti. Mesclando artes, botânica, dança, design, arquitetura e cozinha, a programação foi concebida para fazer pensar com a cabeça e o corpo inteiro, ao combinar, em um mesmo curso, técnicas artesanais, saberes tradicionais e abordagens inovadoras sobre a experiência artística. A programação de cursos terá início em abril.

Em 23 e 24 março, para celebrar a abertura dos trabalhos, a Casa do Parque vai promover uma jornada aberta com dois desses cursos programados. As professoras Uxa Xavier, do projeto Dançando Juntos, e Priscila Vieira e Ariela Doctors, do projeto Comida & Cultura, vão dar as boas-vindas ao público do bairro e frequentadores do parque com atividades gratuitas, abertas a todos, durante um fim de semana.

A Galeria do Parque será ocupada por outros projetos em 2019: está prevista para o segundo semestre uma mostra da artista plástica paulistana Edith Derdyk. As exposições têm um serviço educativo gratuito, voltado a visitas de escolas de toda a cidade, que se dedicará a sensibilizar o público para experiência artística, estimulando aspectos sócio-emocionais em públicos de diferentes idades e trazendo referências para professores e arte-educadores.

 

Serviço: 

A Casa do Parque

Inauguração: 23 de março de 2019

Endereço: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 1300 Alto de Pinheiros, São Paulo – SP7

Entrada Gratuita

Acesso para pessoas com deficiência

Wi-fi gratuito

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.