Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 19-05-2019 às 03:23

300 mulheres que fizeram história em Cuiabá hoje serão reverenciadas

O projeto dimensiona amostras de várias criações de mulheres, que terão suas histórias contadas. O Portal Rosa Choque retribui contando também um pouco sobre a vida de Amini Haddad, autora do projeto.

Amini Haddad, uma mulher em destaque, que traz a público a história de 300 mulheres no tricentenário de Cuiabá | Creditos: Portal RCQ


Acontece nesta  quinta-feira, 14 de março, a partir das, 18 horas a mostra "300 Mulheres: Letras, História e Equidade,  uma  iniciativa da Academia Mato-Grossense de Letras- AML. O  pioneiro projeto, foi desenvolvido por Dra. Amini Haddad, Membro da AML (cadeira 39). Ela  é juíza de Direito e professora da Universidade Federal de Mato Grosso- UFMT. A Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá, fez parceria e inseriu o evento na programação do seu macro-evento 17º Março é Mulher. 

“Nossa pretensão é trazer as vozes de 300 mulheres em um diálogo entre o passado e o presente para mostrar de fato todas as contribuições relevantes dessas pioneiras que alicerçaram o desenvolvimento em tantas projeções que precisamos reverenciar. Queremos trazer a mensagem de que as mulheres participam da história e têm muito a contribuir. O evento tem o compromisso com o passado, com o hoje e com o amanhã”, explica Amini.

Ao mesmo tempo, o projeto dá visibilidade pública às mulheres que auxiliaram no desenvolvimento da nossa capital, nesses 300 anos de existência. “São mulheres que atuaram nas mais diversas áreas e foram referências e inspiração, por seus exemplos de vida, em benefício da comunidade. Muitas delas alçaram voos altíssimos em representação nacional e internacional, diz Amini, destacando que será um momento ímpar, para um rico diálogo público, entre o passado e o presente, na expressão de vida das mulheres.

Poderão ser apreciadas no evento  as mais diversas produções decorrentes da criatividade feminina (música, estilos, produções em livros, revistas, artesanatos e várias surpresas especialmente catalogadas para essa data especial (no mês comemorativo do Dia Internacional da mulher e nos trabalhos concernentes às vésperas dos 300 anos de Cuiabá-MT.

Um pouco da história de Amini Haddad

Nasceu em Cuiabá-MT, aos 17 de fevereiro de 1974, descendendo de  Zamil Siqueira Campos e Misudy Pires Siqueira Campos.

Amini Haddad é casada com o violinista e Promotor de Justiça, Dr. Joelson de Campos Maciel (Diretor-Presidente da Escola Superior do Ministério Público-MP-MT), com quem tem dois filhos (Natalie Haddad Maciel e Tales Mateus Haddad Maciel). Juíza de Direito. Professora Efetiva da UFMT.Doutora em Direitos Humanos–UCSF/Argentina. Em 2o. Doutoramento na PUC/SP. Mestre em Constitucional pela PUC/RJ. Master Business Administration-MBA em Poder Judiciário-FGV/Rio. Especialista em Dir. Civil, Processo Civil, Penal, Processo Penal, Administrativo, Constitucional e Tributário. Fez extensão em Direitos Humanos-FGV/Rio. Pós Graduada pela Organização das Nações Unidas -ONU/FAO em Direito Humano à Alimentação Adequada. Autora/Coautora de artigos jurídicos nacionais. Autora/Coautora/Coordenadora de vários livros, sendo estes: O devido processo proporcional (Lejus/SP); Violência Doméstica–Vulnerabilidades e Desafios na Intervenção Criminal e Multidisciplinar (Lumen Juris/2008); Transformações no Direito Constitucional (Ed. Escola); Direitos Humanos das Mulheres (Juruá/2008); Constituição, Democracia e Desenvolvimento, com Direitos Humanos e Justiça (Juruá/2009); Sistema de Justiça, Direitos Humanos e Violência no Âmbito Familiar (Juruá/2011); e Vulnerabilidades, Direito e Gênero (2012, DEGRA-TJ); Manual dos Direitos da Mulher (SARAIVA/2013); Família e Sociedade (JURUÁ/2015-16); Vulnerabilidades e Direitos Humanos (JURUÁ-2016); Vulnerabilidades e Direito (Juruá-2019). Membro da Academia Internacional de Cultura. Membro da Academia de Letras-MT e da Academia de Magistrados-MT (nesta Presidente: 2012/2014). Estágio/Aperfeiçoamento nas Cortes dos EUA (Judicial Training Program-International, Comparative and Graduate Legal Studies, Universidade da Geórgia/Athens) e na Suprema Corte de Mendoza/Argentina. Foi Membro da Comissão de Direitos Humanos-AMB, Congresso Internacional de Magistrados no Canadá (set/2010). Diretora do Núcleo 'Vulnerabilidades, Direito e Gênero'-FD-UFMT. Foi painelista na Conferência da International Association of Women Judges-Londres, sobre Direitos Humanos das Mulheres. Foi Diretora da Secretaria de Gênero da AMB. Autora do Programa de Política Judiciária 'Justiça em Estações Terapêuticas e Preventivas'.

Dois momentos muito importantes na vida de Amini Haddad, a posse na cadeira 39, da  Academia Mato-Grossense de Letras, e a posse como magistrada.

Conheça mais sobre Amini Haddad acessando os links

A escritora magistrada

http://www.youtube.com/watch?v=WEOSpvX7oaA

A defensora dos direitos da mulher

http://www.youtube.com/watch?v=CgypOvuo9jk

http://www.youtube.com/watch?v=GYElKHxFH3E

A homenageada por seus atos

http://www.youtube.com/watch?v=sZ_tsidl4Mk

O Portal Rosa Choque publicará todas as histórias das 300 mulheres, confira algumas já publicadas em Mulher em Destaque, uma parceria com Amini Haddad.

https://portalrosachoque.com.br/noticias/categoria/1/mulher-em-destaque/

Entre as 300 mulheres, na capital de quase 300 mil mulheres

A matéria do Portal Rosa Choque é uma demonstração de reconhecimento para AMINI HADDAD, e a expressão de nossa gratidão. A presidente da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá,  diretora da Empresa Eletro Fios, Zilda Zompero, e colunista business do Portal Rosa Choque, e as  diretoras do Portal Rosa Choque, Sueli Batista dos Santos, fundadora presidente  da BPW Cuiabá, e Mariza Bazo, presidente em exercício da BPW Brasil estarão entre as homenageadas. Elas têm opiniões em consenso, em relação ao projeto de Amini Haddad, consideram que ter suas histórias, dentre as 300 mulheres homenageadas, em vida e póstumas, no tricentenário da cidade que adotaram, e que tem cerca de 300 mil mulheres, será uma emoção semelhante ao que viveram, em 2016, ao estar entre 12 mil condutores, da Tocha Olímpica, tendo por base a população de quase 210 milhões de habitantes. Isso prova que o caminho se faz caminhando e deixando um legado. 

PARCERIA DO PROJETO

Prefeitura Municipal de Cuiabá

APOIOS
1.Governo do Estado 
2.Tribunal de Justiça 
3. Fundação Escola Superior do Ministério Público,MP-MT
4. BPW Cuiabá-MT 
5. Portal Rosa Choque 
6. La Marc interiores
7. UNEMAT
8. UFMT

9. Núcleo de Estudos Científicos sobre as Vulnerabilidades - Faculdade de Direito da UFMT

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.

Ana Emilia . 14-03-2019 09:16hs

É uma honra e orgulho ter a amizade desta grande e magnífica mulher, Amini Haddad!!!