Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 22-07-2019 às 23:17

Designers e arquitetas que marcaram a história

CASACOR homenageia as profissionais que enfrentam desafios diários para serem extraordinárias nesta área competitiva

Rossana Orlandi está sempre atenta para identificar – e lançar – jovens criadores inovadores. | Creditos: Divulgação/CASACOR; RIBA

CASACOR homenageia as arquitetas e as designers que enfrentam desafios diários para serem extraordinárias nesta área competitiva, desde Marion Mahony Griffin (1871/1961), considerada a primeira mulher a se tornar arquiteta (graduada pelo MIT em 1894).

Segundo o censo realizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU), hoje as mulheres representam 61% dos profissionais atuantes no país, enquanto os homens, 31%. Apesar de sua inserção tardia no mercado, essa proporção reflete a predominância feminina internacional na arquitetura. Contudo, apenas Kazuyo Sejima e Zaha Hadid foram reconhecidas com o Prêmio Pritzker.

Apesar de não terem seus nomes frequentemente lembrados nas grandes premiações, arquitetas e designers são detentoras de um legado importantíssimo para nossa história. Confira alguns nomes de peso e suas obras na galeria.


Rossana Orlandi

Galerista icônica, curadora e designer Rossana Orlandi está sempre atenta para identificar – e lançar – jovens criadores inovadores. De seu criativo ateliê, em uma antiga fábrica de gravatas em Milão, ela apresenta um conjunto eclético e refrescante de designs de ponta que vão desde óculos de sol a móveis contemporâneos. 

 

Kazuyo Sejima

Kazuyo Sejima (Província de Ibaraki, 1956) é a arquiteta japonesa vencedora do Prêmio Pritzker de 2010. Em 1995, ela fundou uma empresa com sede em Tóquio, a SANAA (Sejima e Nishizawa and Associates). O SANAA possui projetos no Japão, Alemanha, Inglaterra, Espanha, França, Países Baixos e nos Estados Unidos. Entre eles, estão o translúcido prédio da Christian Dior em Tóquio (Japão), o Pavilhão de Vidro do Museu de Artes de Toledo, em Ohio (EUA), e o recém-inaugurado Centro de Aprendizado Rolex do Instituto Federal de Tecnologia da Suíça, em Lausanne. Na imagem, Centro Comunitário em Kodaira.

 

Jane Drew

Jane Drew é uma arquiteta modernista britânica que projetou habitações sociais modernas na Inglaterra e no exterior durante e após a Segunda Guerra Mundial. Durante sua carreira, ela trabalhou com Maxwell Fry, seu marido, em escolas e universidades na África Ocidental, e com Pierre Jeanneret em habitação em Chandigarh em no norte da Índia. Na imagem, a University College, Ibadan: Residential College assinada or Maxwell Fry e Jane Drew. 

 

Lina Bo Bardi

A arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi é uma das maiores representantes do modernismo brasileiro. Sua obra mais representativa é o Museu de Arte de São Paulo – o MASP

 

Liz Diller

Liz Diller é arquiteta e sócia americana do escritório Diller Scofidio + Renfro. Ela também é professora na Universidade de Princeton. Diller nasceu no ano de 1954, em Lodz, na Polônia, filha de pais judeus. Hoje é uma das pessoas mais influentes do universo da arquitetura, tendo assinado o High Line Park, em Nova York e o Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro

 

Patricia Urquiola

Patricia Urquiola nasceu em Oviedo (Espanha), em 1961. Vive e trabalha em Milão, frequentou a Universidade de Arquitetura na Politécnica de Madrid e a Politécnica de Milão, onde se formou em 1989 com Achille Castiglioni. Professora assistente de Achille Castiglioni e Eugenio Bettinelli, em Milão e Paris, ela é responsável pelo escritório de desenvolvimento de novos produtos da DePadova, trabalhando com Vico Magistretti, chefe do grupo de design da Lissoni Associati. Hoje é uma das designers mais proeminentes do mercado. Na foto, seu tapete Mirage. (

 

Ray Eames

Ray Eames, em parceria com o seu marido Charles, é um dos nomes mais respeitados no universo do design. Os dois contribuíram com a criação de um design inovador e democrático, comprovado por suas peças de sucesso concebidas e admiradas ao longo de quatro décadas. Na imagem, as cadeiras DSW. 

 

Claudia Moreira Salles

Claudia Moreira Salles nasceu no Rio de Janeiro, em 1955, e se formou pela Escola Superior de Desenho Industrial (Esdi), na mesma cidade, em 1978. Desenvolveu vários projetos para produção em série junto a indústrias. Em meados dos anos 1980, radicou-se em São Paulo e passou a projetar móveis de extremo apuro técnico e com feitura artesanal ou semi-artesanal, usando as possibilidades da madeira. As criações da designer já ultrapassaram as fronteiras do país. Seus móveis foram publicados em várias revistas especializadas de diversos países e são vendidos em algumas cidades do exterior, como Nova York, Los Angeles, Paris, Lisboa e Düsseldorf. Na imagem, luminárias Lumini assinadas pela designer. 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.