Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 21-05-2019 às 20:47

Breve ensaio sobre ser MULHER

| Creditos: shuterstok

Comecei bem cedo essa semana a receber mensagens alusivas ao Mês  da Mulher, afinal como toda mulher é um misto de ansiedade e comemoração, as mensagens começaram três dias antes !!!!!

Mas tudo bem, Mulher é sempre proativa!!!!

A aproximação da data me fez pensar em como se é ser Mulher e fazendo um longo percurso pela minha história de vida percebi, somos antes de tudo seres vitoriosos.

Mas não me venham fazer comparações com as mulheres que foram queimadas vivas numa fábrica têxtil, nem mesmo alusões a termos tido uma mulher presidente, muitas conquistas aconteceram, não há como negar !!!! mas vejo também as inúmeras perdas que tenho assistido diariamente nas falas das mulheres no meu consultório.

São falas que traduzem a desistência do amor, a desconfiança entre seres humanos, a exaustão fruto de uma corrida em busca de afirmação  e sucesso financeiro, um descuido com a saúde, por que vem a desculpa da ausência de tempo para o auto cuidado, enfim falas que não relatam conquistas mas perdas .....

E fiquei pensando se todas essas queixas merecem mesmo um grande bolo comemorativo em função do Dia da Mulher.

Que todo processo tem um lado bom e um lado ruim isso é fato, porém, como estamos tentando equilibrar essas diferenças é que é, a grande questão.

Os sonhos mudaram, as estimativas para os sonhos pessoais são cada vez menores em contraposição as conquistas materiais, o carro, a viagem, as infinitas plásticas (nada contra elas), o apartamento novo, enfim!!!!! 

O tempo para se repensar, estabelecer conceitos e valores próprios para vida vão sendo solapados pela dura existência imposta pelo capital.

Chego a ouvir incessantemente sussurros de cansaço, de tristeza, de depressão e de muitas vezes um querer não existir... e fico pensando se isso é  motivo para comemoração ??????

Sei que as dificuldades são partes constitutivas da vida, e nossa capacidade de enfrentamento determina nossa resiliência e plasticidade, mas há de se pensar, se é esse mesmo o preço pago pelas  nossas conquistas?

Por isso minha amiga MULHER, pare para uma reflexão : é esse o caminho ?, olhe para seus filhos, para aquelas coisas simples que você abandonou como “coisas de Amélia”, para seu relacionamento, para o seu círculo de amigos e veja como tem caminhado ?

A escolha é de cada um, confesso que ando cansada de trabalhar 14 horas por dia, chegar em casa colocar a roupa na máquina, correr em supermercado 24 horas por que  o dia foi pequeno para tantas atribuições,malhar para garantir saúde e bem estar, ufa!!!! fiquei exausta só de pensar...

Quero convidar você mulher a se repensar, a re-orientar suas conquistas e até se permitir a abandonar algumas coisas, iniciar tantas outras e parar..... chega de tanta atividade, de tanta obrigação, há de se ter tempo para ser formiga, mas precisamos aprender a desfrutar do papel da cigarra, quem sabe assim re-estabeleceremos nossos cantos tão oprimidos pela  correria exaustiva da vida.

Mara Suassuna- Psicóloga

Presidente da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais- BPW Goiânia

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.