Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-04-2019 às 22:03

Como a acupuntura pode aliviar os sintomas da menopausa

Acupuntura pode ajudar a aliviar sintomas da menopausa incômodos, como afrontamentos, suores, alterações de humor e distúrbios do sono, bem como problemas de pele e cabelo

Pesquisadores descobriram que um período do tratamento já traz melhoras. | Creditos: Divulgação

Para a mulher de meia-idade que sofre durante a menopausa, este novo estudo diz que a acupuntura pode aliviar seus sintomas.

Pesquisadores descobriram que um breve curso de acupuntura pode ajudar a aliviar sintomas da menopausa incômodos, comoafrontamentos, suores, alterações de humor e distúrbios do sono, bem como problemas de pele e cabelo.

A equipe dinamarquesa de Copenhagen disse que suas descobertas, publicadas na revista on-line BMJ Open , mostram que aacupuntura oferece uma opção de tratamento "realista" para mulheres que não podem ou não querem usar a terapia de reposição hormonal (TRH).

Os sintomas da menopausa são comuns e, dependendo de sua gravidade, podem ter um grande impacto na qualidade de vida, saúde e bem-estar. Os afrontamentos são um dos sintomas mais comuns e podem durar vários anos. Outros sintomas comuns incluem transpiração intensa, vulnerabilidade emocional, distúrbios do sono, fadiga, cérebro “difuso”, dor nas articulações e redução do desejo sexual.

Tratamentos hormonais e outras drogas podem tratar os vários sintomas, mas eles não têm efeitos colaterais - e de acordo com os pesquisadores dinamarqueses, a evidência de outras abordagens não farmacológicas como exercícios, relaxamento e remédios à base de ervas ou dietéticos não é muito convincente.

Estudos anteriores sugerem que a acupuntura pode ser útil, mas os pesquisadores disseram que falhas de projeto ou problemas de qualidade prejudicaram os resultados.

Para este estudo em particular, a equipe dinamarquesa alocou aleatoriamente 70 mulheres na menopausa que preencheram seus critérios de inclusão para cinco semanas de acupuntura médica ocidental padronizada, usando pontos de acupuntura pré-definidos, ou nenhuma acupuntura até depois de seis semanas.

 

MAIS : A luz azul reduz a pressão arterial, tão eficaz quanto a medicação - UK Study

Cada sessão semanal durou 15 minutos e foi ministrada por médicos de família dinamarqueses de nove clínicas gerais diferentes, que também haviam treinado em acupuntura, e praticavam o tratamento há uma média de 14 anos.

Cada participante completou um questionário Meno Scores validado (MSQ) projetado para medir os resultados do ponto de vistado paciente antes de sua primeira sessão e depois novamente após três, seis, oito, onze e vinte e seis semanas.

Às seis semanas, a maioria das mulheres do grupo de acupuntura (80%) afirmou sentir que as sessões as ajudaram. Em comparação com aqueles que não receberam acupuntura, eles ficaram “significativamente menos perturbados” pelosafrontamentos - uma diferença que já era aparente após três semanas de “tratamento”.

 

CHECK OUT: Quer parar de comer junk food? Nova pesquisa diz que você deve dormir mais

Diferenças estatisticamente significativas também surgiram entre os dois grupos na frequência de sudorese diurna e noturna, sudorese geral, distúrbios do sono, sintomas emocionais e físicos e problemas de pele e cabelo.

A taxa de abandono foi baixa, com apenas uma mulher não conseguiu completar todas as cinco sessões de acupuntura, e nenhum efeito colateral grave foi relatado.

Os pesquisadores disseram que seus resultados mostram que um breve curso de acupuntura por profissionais devidamente treinados é "viável" na rotina de atendimento primário para médicos e pacientes.

O co-autor do estudo Dr. Kamma Sundgaard Lund disse: "Nem todas as mulheres na menopausa precisam ou solicitam tratamento, e acreditamos que esta intervenção de acupuntura é mais relevante para as mulheres que sofrem de sintomas de menopausa moderada a grave."

"A acupuntura para os sintomas da menopausa é uma opção realista para as mulheres que não podem ou não querem usar aTRH", acrescentou Dr. Leonardo Martins de Almeida, especialista em pet ct.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.