Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 25-03-2019 às 15:49

Cristina Pereira de Melo – Vó Cristina

A Mostra Cultural: 300 Mulheres - Letras, História e Equidade, projeto da Academia Mato-grossense de Letras, coordenado pela juíza Amini Haddad, membro da cadeira 39 da AML, traz a história de Cristina Pereira de Melo – Vó Cristina

Vó Cristina teve sua vida dedicada a ajudar famílias que se encontrassem com necessidades. | Creditos: Divulgação/arquivo Projeto 300 Mulheres

Nascida em16 de julho de 1932. Faleceu em 02 de junho de 2012. ‘Vó Cristina’ como foi chamada a missionária Cristina Pereira de Melo, resolveu criar a associação Vó Cristina na década de 70, tendo em vista sua sensibilização com a situação das famílias carentes do Bairro Jardim Mossoró e adjacências, que não tinham onde deixar as crianças para trabalhar.

Ressalte-se, também, o fato de que as crianças não tinham o que comer tampouco o que vestir, o que levou a missionária à decisão de cuidar das crianças e, dessa forma, sua comunidade.

Sua vida foi dedicada a ajudar famílias que se encontrassem com necessidades. Após o falecimento da Vó Cristina, Uri de Freitas, filho de Vó Cristina assumiu a responsabilidade pela creche. Vanildiely Melo, neta e voluntária na creche, também se dedica no auxílio e cuidado às crianças.

A existência da creche beneficiava e ainda beneficia famílias de baixa renda (crianças entre 01 e 02 anos de idade). Algumas, em situação de miserabilidade.

A dedicação incansável de Vó Cristina no benefício da sociedade é exemplo de solidariedade e auxílio na superação de vulnerabilidades específicas, inclusive desmedidas.

SOBRE O PROJETO

A mostra,   "300 Mulheres: Letras, História e Equidade",   que será realizada no dia 14/03, a partir das 18h, na Casa Barão de Melgaço- Cuiabá/MT, é uma  iniciativa da Academia Matogrossense de Letras.O  pioneiro projeto, foi desenvolvido por Dra. Amini Haddad, Membro da AML (cadeira 39), Juíza de Direito e Professora da UFMT, Dimensiona   amostras DE VÁRIAS CRIAÇÕES DE MULHERES: A arte, shows com grandes vozes femininas, apresentações culturais, amostras de pesquisas científicas da atualidade, inclusive lançamento de livros, na  produção  de nossas valorosas mulheres, farão parte do evento.

Ao mesmo tempo, o projeto dá visibilidade pública às mulheres que auxiliaram no desenvolvimento da nossa capital, nesses 300 anos de existência. São mulheres que atuaram nas mais diversas áreas e foram referências/inspiração, por seus exemplos de vida, em benefício da comunidade. Muitas delas alçaram voos altíssimos em representação nacional e internacional. "Um momento ímpar, para um rico diálogo público, entre o passado e o presente, na expressão de vida das mulheres".

Poderão ser apreciadas no evento  as mais diversas produções decorrentes da criatividade feminina (música, estilos, produções em livros, revistas, artesanatos e várias surpresas especialmente catalogadas para essa data especial (no mês comemorativo do Dia Internacional da mulher e nos trabalhos concernentes às vésperas dos 300 anos de Cuiabá-MT.

PARCERIA

Prefeitura Municipal de Cuiabá

APOIOS
1.Governo do Estado 
2.Tribunal de Justiça 
3. Fundação Escola Superior do Ministério Público,MP-MT
4. BPW Cuiabá-MT 
5. Portal Rosa Choque 
6. La Marc interiores
7. UNEMAT
8. UFMT

9. Núcleo de Estudos Científicos sobre as Vulnerabilidades - Faculdade de Direito da UFMT

FONTES

Assembleia Legislativa. Notícias. Creche Voluntária ‘Vó Cristina’ recebe visita da Sala da Mulher. Autoria de Joelma Pontes. Acesso em 29 jan. 2019. Disponível em: <https://www.al.mt.gov.br/midia/texto/creche-voluntaria-vo-cristina-recebe-visita-da-sala-da-mulher/visualizar>.

Mídia News. Notícia. Associação que acolhe crianças pede ajuda para quitar dívidas. Autoria de Karina Cabral. Acesso em 29 jan. 2019. Disponível em: <http://www.midianews.com.br/cotidiano/associacao-que-acolhe-criancas-pede-ajuda-para-quitar-dividas/294852>.

Foto acervo pessoal neta da Vó Cristina.

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.