Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 16-07-2019 às 07:04

Ana da Costa Pinheiro, expoente na sociedade mato-grossense

A Mostra Cultural: 300 Mulheres - Letras, História e Equidade, projeto da Academia Mato-grossense de Letras, coordenado pela juíza Amini Haddad, membro da cadeira 39 da AML, traz a história de Ana da Costa Pinheiro

Ana da Costa Pinheiro lutou desde jovem contra as dificuldades impostas à mulher para impor liderança | Creditos: Divulgação/arquivo Projeto 300 Mulheres

Nascida em 01 de março de 1914. Falecida em 28 de março de 2006. Expoente na sociedade mato-grossense. Lutou desde jovem contra as dificuldades impostas à mulher para impor liderança. Foi uma das fundadoras e dirigentes do Clube Feminino de Cuiabá, bem como foi a primeira mulher a subir em um palanque público em Mato Grosso, ocasião em que realizou discursos e comandoua ala política.

Interessou-se pela política na década de 40,após realizar trabalhos relacionados à recepção do presidente Getúlio Vargas.

Segundo informes do Jornal O Estado de Mato Grosso, Edição nº 00462, de 24 de abril de 1941, Ana da Costa foi uma das madrinhas do evento “Prélio dos veteranos casados e solteiros”, cuja renda foi revertida em prol do Abrigo do Bom Jesus de Cuiabá.

Conta também como provedora do Hospital São João dos Lázaros, solicitando, destarte, auxílios para a instituição de caridade,conforme Edição nº 00825, de 09 de setembro de 1942. Serviu como voluntária da Legião Brasileira de Assistência (Edição nº 00828, de 12 de setembro de 1942, Jornal O Estado de Mato Grosso).

Foi a primeira mulher a disputar uma eleição para a Assembleia Legislativa, na década de 50, contudo, não conseguiu ser eleita.

Participou das campanhas e governos de Arnaldo de Figueiredo, João Ponce de Arruda, Pedro Pedrossian, Júlio Campos e Jaime Campos.

Assumiu a presidência do Clube Esportivo Feminino no período de 1952 a 1953 (Edição nº 02087, de 03 de abril de 1952, Jornal O Estado de Mato Grosso).

Depois de um grande trabalho nas campanhas do PSD, ao lado de Licínio Monteiro da Silva e Fenelon Müller, trabalho este reconhecido até mesmo por Juscelino Kubitschek em sua campanha vitoriosa para a Presidência da República, foi eleita, com o apoio do líder, senador Filinto Müller, Presidente da Ala Feminina do PSD, sua grande paixão.

Participou, também, da carreira política vitoriosa de Vicente Vuolo na campanha de prefeito de Cuiabá, em 1962, e de deputado estadual, federal e senador da República. Participou dos projetos sociais promovidos pela primeira-dama Isabel Campos no Projeto Solidariedade e frente ao programa Prosol. 

Teve intensa participação nos bairros Praeiro, Praeirinho, também participação em construção de praças e programas sociais. Ademais, além de seu intenso lado social, foi ao lado do marido, fundadora da representação de cervejarias no Estado.

SOBRE O PROJETO

A mostra,   "300 Mulheres: Letras, História e Equidade",   que será realizada no dia 14/03, a partir das 18h, na Casa Barão de Melgaço- Cuiabá/MT, é uma  iniciativa da Academia Matogrossense de Letras.O  pioneiro projeto, foi desenvolvido por Dra. Amini Haddad, Membro da AML (cadeira 39), Juíza de Direito e Professora da UFMT, Dimensiona   amostras DE VÁRIAS CRIAÇÕES DE MULHERES: A arte, shows com grandes vozes femininas, apresentações culturais, amostras de pesquisas científicas da atualidade, inclusive lançamento de livros, na  produção  de nossas valorosas mulheres, farão parte do evento.

Ao mesmo tempo, o projeto dá visibilidade pública às mulheres que auxiliaram no desenvolvimento da nossa capital, nesses 300 anos de existência. São mulheres que atuaram nas mais diversas áreas e foram referências/inspiração, por seus exemplos de vida, em benefício da comunidade. Muitas delas alçaram voos altíssimos em representação nacional e internacional. "Um momento ímpar, para um rico diálogo público, entre o passado e o presente, na expressão de vida das mulheres".

Poderão ser apreciadas no evento  as mais diversas produções decorrentes da criatividade feminina (música, estilos, produções em livros, revistas, artesanatos e várias surpresas especialmente catalogadas para essa data especial (no mês comemorativo do Dia Internacional da mulher e nos trabalhos concernentes às vésperas dos 300 anos de Cuiabá-MT.

 

PARCERIA

Prefeitura Municipal de Cuiabá

APOIOS
1.Governo do Estado 
2.Tribunal de Justiça 
3. Fundação Escola Superior do Ministério Público,MP-MT
4. BPW Cuiabá-MT 
5. Portal Rosa Choque 
6. La Marc interiores
7. UNEMAT
8. UFMT

9. Núcleo de Estudos Científicos sobre as Vulnerabilidades - Faculdade de Direito da UFMT

 

Prefeitura Municipal de Cuiabá

APOIOS
1.Governo do Estado 
2.Tribunal de Justiça 
3. Fundação Escola Superior do Ministério Público,MP-MT
4. BPW Cuiabá-MT 
5. Portal Rosa Choque 
6. La Marc interiores
7. UNEMAT
8. UFMT

9. Núcleo de Estudos Científicos sobre as Vulnerabilidades - Faculdade de Direito da UFMT

Fonte:

Dados Públicos. Hemeroteca Digital. Biblioteca Nacional Digital Brasil.

Repórter News. Artigo. Autoria de Julio Campos. Ana Pinheiro, uma grande dama! Acesso em 29 jan. 2019. Disponível em: http://www.reporternews.com.br/noticia/307883/Ana_Pinheiro__uma_grande_dama.

Foto acervo pessoal de Francisco Chagas Rocha.

Dados de Pesquisa levantados por Amini Haddad Campos (Coordenadora do Evento 300 Mulheres – Letras, História e Equidade, em conjunto com a sua Equipe de Gabinete: Ariane Ribeiro Lima, Isabela Curvo Mello Carlini, Paulo Roberto Rocha da Silva Jr.), em iniciativa voluntária e em ação não remunerada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.