Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 19-07-2019 às 14:30

BPW Jovem de Brasília tem representante com status de delegada na ONU, durante a CSW 63

A master coach Camila Ribeiro, coordenadora da BPW Jovem em Brasília e vice coordenadora da BPW Jovem Brasil e na América Latina foi selecionada como delegada na CSW 63 - Comissão sobre o Status da Mulher, na ONU, em Nova Iorque - EUA.

| Creditos: Divulgação

Imagine só, uma jovem de idéias arrojadas, agregadoras e vontade enorme de conquistar uma fatia do mundo,  ter a oportunidade de representar sua organização, a Business and Professional Women - BPW, no maior evento ligado ao status da mulher, que há 63 anos tem lugar na Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque - EUA. O destaque é Camila Ribeiro, (A Changemaker), que pertence a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais - BPW Brasília, coordenadora da BPW Jovem em Brasília e vice coordenadora da BPW Jovem no Brasil e na América Latina. Ela que é master coach e voluntária na instituição,  há 3 anos decidiu vestir a camisa da BPW Internacional, ONG Feminina presente em mais de 100 países, nos 5 continentes.

Como não sentir orgulho de vivenciar um momento ímpar em sua vida, afinal Camila vive uma experiência pioneira em sua cidade, pois é a primeira vez que uma jovem da BPW Brasília consegue o status de delegada na ONU, por meio da BPW Internacional, e isso é fruto de um trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo dos dois últimos anos, pela “Changemaker”, isso mesmo a que faz a mudança, e com isso as coisas acontecem. Ela estará entre as cinco jovens, selecionadas pela organização, uma de cada região do mundo. Foi realmente uma seleção criteriosa, e a bagagem de conhecimento, inclusive a fluência no inglês e outros idiomas é fator muito relevante.

No ano passado, na Convenção da BPW Brasil, em Jurerê Internacional, organizada pela BPW Florianópolis/SC, Camila Ribeiro foi reconhecida como associada destaque, por sua atuação em nível nacional. Ela aspira vôos superiores e cada vez mais altos na organização. Trabalha de forma organizada, fazendo valer a representatividade de um espaço conquistado pela competência. Aliás, vale dizer que Camila cresceu na periferia, foi criada na Ceilândia, estudou em escola pública, e desde criança liderava grupo de amigos, sendo escolhida como representante de alunos no Conselho Escolar. Ficou órfã de pai aos 11 anos de idade e assumiu junto da mãe  e dois irmãos, muitos desafios. Engravidou na adolescência, se divorciou recentemente e caminha sua trajetória sem nunca perder o otimismo.

Vale destacar que "A Changemaker" Camila Ribeiro é diretora fundadora da empresa TransformAction e sua maior paixão hoje é o  Comunica Essência, um projeto que engloba sua expertise em desenvolvimento humano e habilidades de comunicação, para apoiar  pessoas e negócios em processos de linguagem consigo mesmo e com o mundo para potencializar seus resultados. 

 

O EVENTO

 

CSW63 – ONU – a sexagésima terceira sessão da Comissão sobre o Status da Mulher será realizada na sede das Nações Unidas em Nova Iorque, de 11 a 22 de março de 2019. O evento ocorre anualmente, e é dedicada à assegurar a equidade de gênero e a promoção dos direitos das mulheres, este ano, o tema prioritário é “Sistemas de proteção social, acesso a serviços públicos e infraestrutura sustentável para a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres e meninas.” 

O principal papel da CSW é o de preparar recomendações e relatórios para o Conselho Econômico e Social (ECOSOC) na promoção dos direitos das mulheres nos campos político, econômico, civil, social e educacional. E ainda, desenvolver recomendações sobre problemas urgentes que requeiram atenção imediata.

Em 2018, durante o 16º Março é Mulher, da BPW Cuiabá, Camila Ribeiro teve a oportunidade de falar sobre sua ida ao Leader's Summit 2018 buscando motivar as jovens em um talk show, com o tema "Desenvolvimento Humano para o empoderamento", na oportunidade, também comandou na cidade, o 1º Encontro Nacional da BPW Jovem, na ausência da coordenadora Renata Cunha,  da BPW Porto Alegre, que teve problemas de saúde.  Teve, portanto, a oportunidade de mostrar sua expertise e deixar a melhor das impressões junto as participantes, recebendo elogios da presidente da BPW Brasil, Eunice Cruz, com a qual pode se integrar ainda mais.

A SELEÇÃO

A BPW Internacional pode indicar até 20 delegadas para a CSW, e o diferencial deste ano é que 5 vagas foram destinas às jovens, sendo uma de cada regional - continente. Para ser nomeada como uma das 5 delegadas jovens que irão representar a BPW Internacional na CSW 63, "A Changemaker" passou por um processo seletivo pelo qual foi indicada pela BPW América Latina. A jovem também foi convidada a participar do Leaders' Summit da BPW Internacional, que acontecerá nos dias 8 e 9 de março, onde participarão lideranças da BPW de diversos países. No ano passado ela participou do Leaders' Summit e teve a oportunidade de vivenciar a CSW 62 e fez parte da delegação brasileira. Este ano, certamente o valor será agregado, para toda sua vida. Na foto, Camila Ribeiro com a presidente da BPW Internacional, no Leaders' Summit 2018, Amany Asfour, da BPW Egito. Como jovem liderança que se desponta, "A  Changemaker"  sabe muito bem a importância de participar dos eventos da organização para o seu empoderamento. Que fique a dica para quem deseja sucesso em cargos de representatividade. Camila também interagiu no evento com Neelima Basnet, do Nepal, que representa a BPW Jovem no Comitê da BPW Internacional. Foram dias de importantes e enriquecedoras trocas, que muito bem ela soube compartilhar.

A BPW

As afiliadas da BPW espalhadas pelo mundo, incluindo BPW Brasil, contribuem para o desenvolvimento e empoderamento de mais de 45.000 mulheres. Este trabalho é desenvolvido com a colaboração da ONU Mulheres e o Pacto Global das Nações Unidas.     

A BPW Internacional, bem como suas afiliadas em todo o mundo, incluindo as 23 Associações da BPW Brasil, tem a missão de “Agregar mulheres de negócios e profissionais, orientando e coordenando seu desenvolvimento pleno nas esferas de poder público e de mercado”. A visão da BPW Brasil e de suas afiliadas é de “ser reconhecida como um celeiro de lideranças femininas, independente de raças e credos, atraindo e mantendo personalidades femininas da comunidade,empoderando-as, proporcionando trocas de experiências e aprimorando o empreendedorismo”. Seus objetivos são “desenvolver o potencial profissional e de liderança de mulheres em todos os níveis, através de conquistas de direitos, mentoring, networking, capacitação e programas de empoderamento econômico e projetos ao redor do mundo.

 

OPORTUNIDADES

Camila Ribeiro sabe abraçar as oportunidades que a vida oferece e vai aproveitar sua ida à ONU para lançar o "Movimento Changemaker" no mundo, um sonho que foi gerado há mais de um ano. “A essência do movimento é a sororidade empreendedora com base no apoio mútuo e parceria ganha ganha.” Diz Camila. O primeiro caso de sucesso do Movimento Changemaker, é a parceria entre a idealizadora do movimento e a empreendedora Marília Furlan, uma talentosa designer de jóias que foi conquistada pela "vibe" positiva que Camila deposita em tudo que faz.

A designer foi cativada pelas ideias e sonhos da "Changemaker" e desenhou uma peça exclusiva para materializar o movimento: um bracelete usado no pulso, onde simboliza a força, a coragem e a união entre as mulheres. Certamente, um momento histórico na vida da Changemaker e da designer de joias, Marília Furlan, que também participará da CSW 63 e, juntas, na ONU, lançarão a peça símbolo do Movimento. Em breve, retomaremos o assunto no Portal Rosa Choque, porque é muito interessante. Marília diz que “tudo foi acontecendo com significados, com arte, com assertividade, com afeto e contribuindo com o propósito de engrandecimento da mulher.”  Uma "collab" entre Marília Furlan Joias Exclusivas e Camila Ribeiro, a que outras jovens se inspirem na Changemaker e passem a não esperar a hora para fazer as coisas acontecerem.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.

Deize Aguena Moreira . 03-03-2019 09:17hs

Empreendedora em potencial. Imagine, o que essa jovem tem pela frente! Sucesso.