Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 22-08-2019 às 09:20

ABCasa Fair se consolida como pólo de negócios na decoração

Feira contou com lounge exclusivo para reuniões de empresários, consultoria gratuita e painéis com especialistas do mercado; segmento movimenta R$ 54 bi por ano

Profissionais e lojistas de todo o Brasil conferiram os lançamentos da feira. | Creditos: Divulgação

Em sua quarta edição a ABCasa Fair se volta aos negócios. Durante cinco dias, a feira transformou o Expo Center Norte, em São Paulo, numa vitrine nacional com as principais tendências do segmento de decoração.

A estimativa é que 50 mil produtos foram lançados nos 450 stands que registraram presença. Os números comprovam que o setor vive um bom momento, movimentando mais de R$ 54 bilhões por ano, segundo a organização responsável pelo evento, a ABCasa (Associação Brasileira de Artigos para Casa, Decoração, Presentes, Utilidades Domésticas, Festas e Flores).

A cada esquina era impossível não parar e observar as cores, formas e conceitos das peças exibidas para comercialização. A paisagista Vanderleia Trindade se deslocou de Cuiabá, capital do Mato Grosso, para se inspirar com as novidades. Foi preciso um dia inteiro para aproveitar as oportunidades disponíveis. 

"A feira se destaca por sua diversidade. Aqui, encontramos muitas opções de produtos na área de decoração. Também usufruímos da praticidade de realizar negócios e conhecer fornecedores", relata. 

 

Novos negócios

Os participantes tiveram à disposição um lounge com ambiente dinâmico para realizar pequenas reuniões. O local foi equipado com computadores, internet e mesas que delimitavam o espaço de cada rodada de conversa.

Os empresários também receberam consultoria gratuita no Espaço do Empreendedor. O stand foi projetado pelo studio da arquiteta Cris Paola. Dispondo de apenas 15 minutos, os lojistas curiosos embarcavam em uma experiência tecnológica que apresentava dicas para melhorar seus comércios.

Diferente de outras edições, o tour não foi físico. O estabelecimento usado como exemplo foi explorado por meio da realidade virtual. No final de cada trajeto, a equipe do escritório de arquitetura e profissionais do Sebrae Móvel respondiam dúvidas e sugeriam soluções pontuais para cada caso.

"Nosso objetivo foi trazer para o lojista, desde o pequeno até o grande investidor, um pouco do conceito de como o consumidor se comporta dentro da loja. A escolha do virtual foi para trazer essa pegada da tecnologia, aproximando as pessoas do contexto atual", explica Cris Paola. 

 

Inovação no mercado

Profissionais e lojistas de todo o país marcaram presença para conferir novidades do mercado e se atualizar nas palestras e talks. As conversas foram divididas em painéis. Especialistas respeitados compartilharam sua experiência e segredos de como alcançaram o sucesso em seus respectivos ramos de atuação.

Varejo, empreendedorismo, planejamento de negócios, estratégias de marketing e liderança estiveram entre as discussões. No elenco dos que comandaram as mesas, estava o time do programa Shark Tank Brasil do canal Sony que tem como membros o fundador do China in Box, Robinson Shiba, a CEO da Beauty'in, Cristina Arcangeli, o fundador da Chilli Beans, Caio Mata, e a única mulher bicampeã do prêmio Startup Awards, Camila Farani.

A diretora do comitê de meios de pagamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, Camilla Ferreira, trouxe o que está em alta no e-commerce e como o consumidor está quitando suas compras. Foi uma verdadeira viagem no tempo, desde o primeiro cartão de crédito que utilizava carbono para finalizar as compras até a consolidação das moedas virtuais no mercado brasileiro. "É interessante que você - lojista - tenha em mente quais são as inovações do mercado e como seu negócio pode incorporá-las. A forma como lidamos com o dinheiro está mudando e acredito que 2019 é o ano que a moeda digital virá com mais força aqui no Brasil", disse em sua palestra. 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.