Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 25-03-2019 às 16:20

BPW Cuiabá busca parceiros para o projeto Chita & Fuxico

Mulheres em situação de vulnerabilidade social são o alvo do projeto sustentável da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW  Cuiabá; lançamento da ação está prevista para março, no Goiabeiras Shopping

Diretoria da BPW Cuiabá com coordenadora e professoras da UNIC. | Creditos: Divulgação

O Projeto Chita & Fuxico, elaborado pela Comissão de Responsabilidade Social, da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW  Cuiabá está em fase de articulação de parcerias já começando a colher importantes resultados. O Goiabeiras Shopping foi o primeiro a abraçar o projeto, que terá um espaço por dois anos, no empreendimento. A próxima empresa parceira, em vias de se efetivar as tratativas, é a Universidade de Cuiabá, através do Curso Design de Moda. Na  última sexta-feira, 22 de fevereiro a ONG Feminina apresentou o projeto para a coordenação e professoras. A proposta inicial é que as mulheres mulheres participantes sejam dos bairros carentes do entorno da instituição de ensino,

A presidente da BPW Cuiabá, Zilda Zompero saiu do encontro com as melhores expectativas. Segundo informou, o Projeto Chita & Fuxico tem a sustentabilidade em seu eixo estrutural, e visa a qualificação e a  geração de renda de mulheres em situação de vulnerabilidade social e também recursos financeiros e material para o fomento de outras iniciativas da BPW Cuiabá, que  impactam positivamente a sociedade.

Zilda explica que no projeto contempla-se a criação de uma marca regional sustentável para produções artesanais, que envolvem a confecção roupas e acessórios, cama, mesa e banho, além de objetos decorativos; constam ainda palestras focadas no desenvolvimento pessoal e profissional para mulheres da comunidade, contemplando a Psicologia Positiva, gestão do tempo, empreendedorismo, criatividade, comercialização, e educação financeira.

Segundo Sueli Batista, conselheira superior da BPW Cuiabá e da BPW Brasil, responsável pela Comissão de Responsabilidade Social, o projeto por ela elaborado,   fudamenta-se no estimulo ao empreendedorismo e a economia popular solidária, considerados como fatores determinantes para o desenvolvimento comunitário, uma vez que de forma cooperativa ou de grupos formais é possível combater as desigualdades e empoderar a sociedade.

O juiz da 1ª  Vara de Violência Doméstica de Cuiabá, Jamilson Haddad Campos, também se mostrou interessado em parceria. Sueli Batista conversou com o juiz, que considerou “fantástica a iniciativa” e ele, inclusive se prontificou a conscientizar parceiros de ajudarem na “importantissima causa” . Disse ainda que o projeto pode ser levado ao FONAVID- Fórum Nacional de Juizas e Juizes de Violência Doméstica e Familiar no Brasil, sendo que foi eleito como representante do Centro-Oeste para este ano , sugeriu inserir as mulheres vítimas de violência no projeto,  e serão  incluídas.

Na reunião da UNIC, Deise Helena P. Borghisan, coordenadora do curso de Design de Moda convidou as professoras: Jane Klitzke, Rita de Cássia V. Buscariol, Laismara Tasca e Marcela Tasca de Araújo para  conhecerem o projeto, apresentado pela presidente Zilda Zompero, e por Sueli Batista, sem exceção, o encantamento e a vontade de estar juntas foi demonstrado. A diretora de eventos, Carla Guberth acompanhou os trabalhos, e também está muito comprometida a ajudar que o mesmo tenha parceiros investidores na iniciativa.

O próximo passo é as dirigentes da ONG Feminina ter um agendamento de reunião com a reitora da UNIC, que será agendado pela coordenadora do Curso de Design de Moda. Após definir se uma parte dos cursos do Chita & Fuxico ocorrerá nas dependências do Curso Design de Modas, a BPW Cuiabá definirá, como será a forma de participação dos outros parceiros, isso porque a entrada da Universidade possibilitará a utilização de seus laboratórios, dispensando a compra de máquinas e equipamentos.

Outra parceria que a BPW está prospectando é com a Prefeitura de Cuiabá, através da  Secretaria dos 300 Anos, Zilda Zompero e Sueli Batista já tiveram reunião com a secretária da pasta, Cely Almeida (foto), que gostou muito do projeto, o considerando relevante, inovador e comprometido com as causas sociais. 

As dirigentes das BPW Cuiabá entregaram o projeto também para Cleide Moreno de Alcantara, gestora da agência Sicoob, do Tribuna de Justiça, que também está encantada com a iniciativa e se comprometeu a fazê-la chegar, com proposta de patrocínio, para a presidente do Sicoob União, Aifa Naomi.  

Com relação ao Goiabeiras Shopping, a gerente de marketing, Fabiane Totti,  disse que  já  está finalizando o contrato de parceria com a BPW Cuiabá, sendo que já foi inclusive definido o local onde será instalada a loja sustentável do Chita & Fuxico, que estará isenta de locação e condomínio. Zilda Zompero destacou  a parceria como de  fundamental importância para que outras empresas e instituições públicas e privadas abracem o projeto.

 

Sobre a BPW Cuiabá

A BPW Cuiabá é uma organização não governamental de utilidade pública e sem finalidade política partidária, pertence a uma rede de mulheres de negócios e profissionais, em nível internacional, que foi fundada em 1930, uma das mais antigas do mundo. A ONG Feminina tem a missão de fomentar, coordenar e orientar dinamicamente o processo de crescimento das mulheres, estimulando sua inserção no cenário econômico, político e social, fortalecendo a comunidade local, tornando-a mais justa e humana com a participação de todos os segmentos. Foi fundada em Cuiabá no ano de 2001.

 

CONTATOS

Telefones: (65) 3052-2872 / 9.9972-4242 / 9.9981-3389

E-mail: bpw@bpwcuiaba.org.br

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.