Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-04-2019 às 21:47

Adelina Pereira Ventura, mulher de vocação solidária

A Mostra Cultural: 300 Mulheres - Letras, História e Equidade, projeto da Academia Mato-grossense de Letras, coordenado pela juíza Amini Haddad, membro da cadeira 39 da AML, traz a história de Adelina Pereira Ventura

Conforme consta de seus registros, Adelina Pereira Ventura, efetivou inúmeras doações à comunidade e era assídua nas visitas aos enfermos. | Creditos:

Nascida em Cuiabá em 27 de março de 1899. Filha de Joaquim Pereira (Português) e Joana de Deus Pereira (Mato-Grossense de Cáceres).

Em 1912, estudou no Asilo Santa Rita, sob a direção das Irmãs Azuis de Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Castres, aprendeu diversos trabalhos manuais (crochê, bordado branco, bordado em cetim, corte e costura). Mudou-se para Cáceres em 1918, quando então, anos após,casa-se com Antônio Cannas Ventura, em 1921, fixando residência nesta cidade, passando a assinar o nome de Adelina Pereira Ventura. Coincidindo os términos dos seus estudos com o falecimento dos seus genitores, nossa patronesse transferiu-se para Cáceres – MT onde, inicialmente, teria ido a passeio, em 1918, a convite de familiares.

Para a iniciação dos filhos aos estudos, transferiu residência para o centro de Cáceres-MT. Mais tarde, para a Capital do Estado, onde dariam continuidade à formação escolar, em 1944.

No ano de 1950, Adelina adquiriu a chácara CURRAL VELHO. Treze anos depois, 1963, efetuou o loteamento da mesma, reservando áreas de lazer, visando dar um espaço social à comunidade complementando, assim, a sua vocação solidária, em efetiva condução altruística, uma vez que sempre a Sra. Adelina se preocupou com pessoas carentes. Conforme consta de seus registros, efetivou inúmeras doações à comunidade e era assídua nas visitas aos enfermos.

Atualmente, nas áreas reservadas pela Sra. Adelina, no então bairro Jardim Independência, já estão edificados: Igreja de Nossa Senhora do Bom Conselho, Posto de Saúde, Centro Comunitário e a Escola. Tal empreendimento considerou a manifestação volitiva da comunidade local, bem como as solicitações procedidas pela Sra. Adelina, no sentido de que sua doação deveria atender aos interesses da comunidade carente.

Adelina faleceu no dia 30 de maio de 1967. Em sua homenagem, seu nome se encontra como referência à Escola Municipal, fundada em 1987, pela Portaria nº 1756/87 e autorizada pela Resolução nº 057/87 (EMEB ADELINA PEREIRA VENTURA).

SOBRE O PROJETO

A mostra,   "300 Mulheres: Letras, História e Equidade",   que será realizada no dia 14/03, a partir das 18h, na Casa Barão de Melgaço- Cuiabá/MT, é uma  iniciativa da Academia Matogrossense de Letra.O  pioneiro projeto, foi desenvolvido por Dra. Amini Haddad, Membro da AML (cadeira 39), Juíza de Direito e Professora da UFMT, Dimensiona   amostras DE VÁRIAS CRIAÇÕES DE MULHERES: A arte, shows com grandes vozes femininas, apresentações culturais, amostras de pesquisas científicas da atualidade, inclusive lançamento de livros, na  produção  de nossas valorosas mulheres, farão parte do evento.

Ao mesmo tempo, o projeto dá visibilidade pública às mulheres que auxiliaram no desenvolvimento da nossa capital, nesses 300 anos de existência. São mulheres que atuaram nas mais diversas áreas e foram referências/inspiração, por seus exemplos de vida, em benefício da comunidade. Muitas delas alçaram voos altíssimos em representação nacional e internacional. "Um momento ímpar, para um rico diálogo público, entre o passado e o presente, na expressão de vida das mulheres".

Poderão ser apreciadas no evento  as mais diversas produções decorrentes da criatividade feminina (música, estilos, produções em livros, revistas, artesanatos e várias surpresas especialmente catalogadas para essa data especial (no mês comemorativo do Dia Internacional da mulher e nos trabalhos concernentes às vésperas dos 300 anos de Cuiabá-MT.

PARCERIA

Prefeitura Municipal de Cuiabá

APOIOS
1.Governo do Estado 
2.Tribunal de Justiça 
3. Fundação Escola Superior do Ministério Público,MP-MT
4. BPW Cuiabá-MT 
5. Portal Rosa Choque 
6. La Marc interiores
7. UNEMAT
8. UFMT

9. Núcleo de Estudos Científicos sobre as Vulnerabilidades - Faculdade de Direito da UFMT

 

Dados de Pesquisa levantados por Amini Haddad Campos (Coordenadora do Evento 300 Mulheres – Letras, História e Equidade, em conjunto com a sua Equipe de Gabinete: Ariane Ribeiro Lima, Isabela Curvo Mello Carlini, Paulo Roberto Rocha da Silva Jr.), em iniciativa voluntária e ação não remunerada.

 

  • :

Prefeitura Municipal de Cuiabá. Portal Escola Transparente. Plano Político Pedagógico. Acesso em 29 jan. 2019. Disponível em: https://educacao.tce.mt.gov.br/47/80/assunto/listaPublicacao/id_assunto/242/id_assunto_item/722.

 

Foto arquivo pessoal da EMEB ADELINA PEREIRA VENTURA.

 

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.

Daniel Maurício . 16-03-2019 13:10hs

Esse comentário foi vetado por conter acusações sem provas ou palavras impróprias.

Daniel Maurício . 16-03-2019 13:12hs

Esse comentário foi vetado por conter acusações sem provas ou palavras impróprias.