Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 19-02-2019 às 11:29

Xixi na cama impacta autoestima das crianças

Acompanhamento psicológico familiar é recomendado em casos de enurese

| Creditos: PixaBay

 

A Enurese, transtorno que causa a perda involuntária da urina durante o sono, atinge até 15% das crianças com mais de 5 anos de idade, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), e causa restrições que às vezes não são identificadas pelos pais. Além de um rápido diagnóstico para início imediato do tratamento, o acompanhamento psicológico é muito importante, tanto para a criança quanto para a família.

As crianças que fazem xixi na cama queixam-se de não poderem dormir na casa de amigos efamiliares, e assim ficarem de fora da famosa ‘Noite do Pijama’, atividade comum com os colegas”, diz Profa. Dra. Cacilda Andrade de Sá da Faculdade de Medicina da UFJF e Coordenadora do serviço de Psicologia do Ambulatório de Enurese do Hospital Universitário da UniversidadeFederal de Juiz de Fora (HU-UFJF). A especialista ainda acrescenta que o transtorno impactadiretamente a vida escolar e o convívio social, além da afetar a autoestima e a qualidade de vidados pequenos.

Um estudo realizado em escolas públicas de Juiz de Fora mostrou que apenas 4,81% das criançascom enurese buscavam auxílio médico (Netto et al., 2008). Em uma avaliação inicial feita no Ambulatório de Urologia Pediátrica (HU/UFJF) com crianças e adolescentes que sofrem com o transtorno, os médicos constataram que uma das maiores consequências da enurese é a punição sofrida por causa da perda urinária. A criança é culpada por aquilo que, para ela, já é um castigo: “acordar molhada”.

 

Diagnóstico e tratamento

Além de considerar os antecedentes pessoais e familiares, o diagnóstico pode ser feito observando a evolução da criança quanto ao desenvolvimento psicomotor e à capacidade de enchimento e esvaziamento da bexiga. Adicionalmente, pode ser necessário submeter a criança a exames clínicos: genital, neurológico, de urina e de sangue.

Na maioria das vezes, a Enurese acontece devido a fatores genéticos, fatores relacionados a quantidade de urina produzida pela criança durante à noite, fatores relacionados a função da bexiga e relacionados ao sono, ocorrendo, portanto, de forma involuntária, sem qualquer culpa por parte da criança.

A ocorrência da Enurese que irá levar a criança a apresentar problemas comportamentais e psicológicos. O oposto, ou seja, a Enurese ter um problema psicológico como fator causal ocorrem em uma minoria dos casos e, normalmente, está relacionada a algum trauma (estresse) sofrido pela criança eocorre após a mesma já ter ficado seca por um período maior que 6 meses. No entanto, em ambos os casos, a criança não consegue controlar a micção durante o sono e os episódios ocorrem sem que ela queira.

O acompanhamento psicólogo é de grande ajuda no tratamento. O profissional pode fornecer informações sobre treinamento e controle esfincterianos, auxiliar narecuperação da autoestima das crianças e também orientar os pais sobre como lidar com o transtorno.

 

Participação da família

Para pais e cuidadores, a enurese é uma das mais frustrantes disfunções da infância. Conforme os filhos crescem, aumenta também a expectativa de que a criança adquira autonomia e responsabilidade. Quando não atendida, essa expectativa pode gerar desconfiança e uma sensação de incapacidade, causando culpa e raiva.

O apoio da família é fundamental para o sucesso no tratamento. “Quem sofre de enurese precisa ser atendido por profissional especializado. O xixi na cama é uma realidade, mas ainda continua sendo tratado como se fosse um grande segredo de família”, comenta Cacilda.

De acordo com a psicóloga, os pais, ao terem de lidar com o xixi na cama, podem se deparar com sentimentos de ansiedade, culpa, perda de confiança nas competências parentais e dificuldades na relação com os filhos. “Muitas vezes a punição é utilizada como forma de educar a criança, diante da impossibilidade de se resolver o problema. Por isso a inclusão de toda a família no tratamento da criança é fundamental, para eliminar a punição”, finaliza.

O site Sem Xixi na Cama, desenvolvido com o apoio do Laboratórios Ferring, reúne informações sobre a Enurese e tem o objetivo de orientar as famílias sobre como lidar com o xixi na cama sem traumas, alertando sobre a importância do diagnóstico correto e da busca por tratamento médico adequado. O visitante ainda tem acesso a uma lista com os centrosde apoio mais próximos a sua região, perguntas e respostas sobre o tema, além de vídeos e um blog.   

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.