Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 26-08-2019 às 02:11

Bebidas ácidas prejudicam os dentes

| Creditos: PixaBay

No calor, é difícil resistir às bebidas refrescantes, como refrigerantes, sucos de frutas cítricas, bebidas esportivas e cerveja. Entretanto, a acidez presente nestes líquidos pode comprometer sua saúde bucal. Quando consumidos frequentemente, podem provocar a erosãodentária, um desgaste lento, progressivo e irreversível da camada mais externa do dente, o esmalte.

As bebidas isotônicas, também chamadas de bebidas esportivas, são uma delas. No entanto, consumir esse líquido de modo exagerado pode causar algumas complicações aos dentes.

Quando ingerimos um líquido muito ácido, os nossos dentes sofrem um processo de desmineralização, ficando com poros por toda sua superfície. Isso aumenta as chances do indivíduo ter cáries e sensibilidade dentária, já que o esmalte fica mais frágil e permeável.

As bebidas isotônicas foram desenvolvidas para repor líquidos e sais minerais perdidos com a transpiração durante um exercício com carga intensa, com a finalidade de prevenir a desidratação e melhorar a desempenho esportivo. Como bebidas esportivas são consumidas em pequenas doses em intervalos pequenos, a saliva não consegue mineralizar os dentes. Por isso as bebidas isotônicas causam mais danosao esmalte dos dentes do que refrigerantes, doces, sucos cítricos e cerveja.

Segundo o dentista André Alvim, os isotônicos com pH mais baixo, e que por isso prejudicam mais os dentes, são aqueles com sabores defrutas cítricas. "Laranja, limão e tangerina são os sabores de isotônicos que possuem caráter mais ácido, e se possível devem ser evitados".

Para não prejudicar ainda mais os dentes, o especialista aconselha que após tomar bebidas isotônicas, ou qualquer outro tipo de bebida mais ácida, como refrigerantes ou sucos de frutas cítricas, a pessoa deve esperar, no mínimo, 40 minutos antes de escovar os dentes. "A escovação pode trazer efeito maléfico nesse caso. As cerdas da escova agem como uma lixa, causando microfraturas no esmalte que está mais frágil graças à acidez da boca", explica o dentista.

Existem alguns hábitos que afetam o esmalte dentário, que são: refluxo gástrico; bebidas ácidas como, por exemplo, álcool, refrigerantes à base de cola, concentrados, chás de frutas, isotônicos e até mesmo o consumo de vinagre de maçã em jejum (outro hábito difundido para a perda de peso). Além dos jejuns intermitentes que aumentam a quantidade de suco gástrico no estômago, regime que tem ganhado força atualmente. Vale citar ainda a utilização de cremes dentais muito abrasivos associados a uma dieta ácida.

A prevenção para a erosão dentária quando a lesão é leve e a pessoa sente sensibilidade, pode ser feito um tratamento à laser associado à substâncias que agem na condução dos estímulos nervosos que fecham os pequenos canais da região. Quando o desgaste é moderado ou grande, é indicado fazer restauração com resina. Por isso, é importante que as pessoas diminuam a frequência de consumo das bebidasácidas e não escovem os dentes logo após a ingestão.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.