Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 19-01-2019 às 07:38

É importante se adequar a cultura da empresa?

Não é apenas o conhecimento técnico que faz a diferença para o colaborador

| Creditos: PixaBay

Quem trabalha com tecnologia da informação sabe que conhecimento técnico é fundamental para conseguir um bom job, mas como grande parte da concorrência também possui estes conhecimentos (ou equivalentes), é preciso se destacar. E nada melhor do que se destacar no comportamental para ter alguma chance diante a multidão de profissionais que buscam um lugar ao sol todos os dias.

Para Thiago Boeno Déa, Analista de Recrutamento e Seleção na Ewave do Brasil, existem sim algumas características mais procuradas pelas empresas ao contratar um funcionário - efetivo ou terceirizado: Ter boa comunicação verbal e escrita; ser comprometido, ter estabilidade e inteligência emocional, ser tecnicamente competente, fazer auto-gerenciamento e ter bom relacionamento interpessoal.

"As empresas de tecnologia querem encontrar um profissional que possua valores que coincidam com suas necessidades e a sua cultura. O perfil de um colaborador ideal é aquele que consegue desenvolver habilidades e competências indispensáveis dentro das organizações, é motivado a dar o seu melhor em busca de bons resultados e está preparado para enfrentar os desafios encontrados no seu dia a dia" explica Thiago.

 
Comportamental interfere

Não tenha dúvida de que a questão comportamental é tão importante quanto a questão técnica na hora da contratação. O Analista da Ewave explica que hoje em dia, a maior parte das demissões ocorrem por questões comportamentais e não técnicas:

"Identificar pontos da personalidade, engajamento e propósitos de vida são fundamentais para uma futura retenção profissional. Aspectos técnicos podem ser desenvolvidos com maior facilidade, mas evoluir o comportamental é questão do próprio colaborador".

 
Está sendo contratado?

Para quem está em processo de contratação, Thiago listou algumas dicas práticas para evitar sair do processo logo no começo de toda a dinâmica:

- Evite candidatar-se aleatoriamente. Busque vagas que realmente se enquadram na sua trajetória profissional;
- Conheça a empresa para qual se candidatou. Busque o maior número de detalhes e informações possíveis da empresa.
- Fortaleça o networking;
- Cuide com os erros de português;
- Seja transparente;
- Destaque suas qualidades profissionais;
- Pesquise a realidade de mercado para elaborar sua pretensão salarial.  

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.