Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 12-12-2018 às 19:58

Projeto de inclusão social promove curso de banhista de pets

Promovido pelo Instituto Meta Social, iniciativa visa incluir jovens de baixa renda e com deficiência intelectual no mercado de banhistas de pets

| Creditos: PixaBay

Com o objetivo de promover a inclusão social e a capacitação de jovens para atuar no mercado de banhistas para pets, a MSD Saúde Animal apoia a 2ª turma do Curso Gratuito de Banhistas de Pets, que faz parte do projeto “Tô Nessa, Sou + Pet”. Promovido pelo Instituto Meta Social, e apoiado pelo Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), o curso com duração de quatro meses é voltado aos jovens de baixa renda e com deficiência intelectual que querem entrar no mercado de trabalho e atuar com cuidados pet.

A turma, que conta com 15 alunos, receberá ao longo da capacitação uma série de aulas práticas e teóricas, que além de ensinar a prática do banho e tosa, também abordará a importância de iniciativas preventivas com os animais, incluindo combate a pulgas e carrapatos, cuidados dermatológicos, entre outros. Após a formatura dos alunos, o Instituto Meta Social também oferece acompanhamento dos jovens no mercado de trabalho, contribuindo para a sua empregabilidade.

“A MSD Saúde Animal acredita na importância da inclusão social e de iniciativas que de fato impulsionem mudanças positivas na vida das pessoas. Tanto que apoiamos essa iniciativa desde sua primeira turma. Contribuir para o desenvolvimento desse projeto vai de encontro ao nosso propósito, que é melhorar a vida das pessoas”, afirma a gerente de produtos da unidade Pet da MSD Saúde Animal, Silvana Badra. A especialista ainda destaca que o mercado pet tem tido um expressivo crescimento nos últimos anos, o que contribui para a posterior empregabilidade desses jovens após o curso.

Após serem certificados para começar sua carreira em pet shops, os alunos tendem a ter mais autonomia e autoconhecimento, o que reflete em qualidade da sua performance profissional. Além disso, os empregadores recebem assessoria e treinamento para receberem e apoiarem o desenvolvimento desses jovens profissionais. “É importante que de alguma forma as empresas estimulem a inclusão de indivíduos diversos no mercado profissional e desenvolvam uma política que contribua para isso. Só assim teremos uma sociedade mais igualitária”, conclui Silvana.

Além do curso técnico e teórico estão planejadas palestras sobre os cuidados necessários com o manejo dos animais, ilustrando algumas questões ligadas à saúde dos estudantes.

Em 2019, há previsão de mais duas turmas do curso. Mais informações pelo site.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.