Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 13-12-2018 às 13:43

Psicóloga transpessoal orienta como lidar com o divórcio

Para psicóloga transpessoal, quem passa por uma separação deve manter o respeito e o desejo que o parceiro ou parceira seja feliz

| Creditos: iStock, Getty Images

Todos aqueles planos e sonhos do casamento podem ter um fim decretado pelo divórcio. Mas, segundo a orientadora pessoal e psicóloga transpessoal Wanessa Moreira, esse final pode e deve ser visto como um recomeço de vida, sem muita dor e angústia. De acordo com a especialista, o casamento segue pelo tempo trazendo um aprendizado sobre a arte de se relacionar e viver a dois. Porém, muitas vezes, a vida durante o matrimônio sai daquele sonho inicial e vira um conjunto de dificuldades, quase um pesadelo.

Mas, como mudar essa história? Para a orientadora pessoal, a resposta é simples: “quando dois adultos não se sentem mais felizes juntos, ao invés de arrastarem uma infelicidade a dois, podem recomeçar a vida com o divórcio”, afirma Wanessa, que também atua como Master Mentoring em Coaching Corpo e Mente.

A psicóloga transpessoal diz que caso essa decisão seja tomada, o importante é viver o divórcio com o mesmo respeito e pelo mesmo motivo que levou ao casamento. “O divórcio por amor, por querer tão bem a outra pessoa, que pode ser um caminho melhor a seguir: separados”, orienta Wanessa.

Para a especialista, é importante manter o respeito e o desejo que o parceiro ou parceira seja feliz, “e que depois de estar com a vida somada a sua, possa seguir a própria vida estando inteiro”, esclarece. “Claro que dói, que não é fácil, que não saiu como o planejado. A vida é surpreendente e nos convida a viver muitas e muitas histórias que não imaginamos viver, e esse é um dos grandes aprendizados que ela traz”, explica.

No caso em que o casal divorciado tem filhos, devemos dobrar o respeito e o bem querer pelo parceiro (a), “pois os dois estarão unidos por meio dos filhos e serão uma família, de uma outra maneira, em um outro formato”, complementa a orientadora pessoal.

A Master Mentoring em Coaching Corpo e Mente diz que os filhos ficarão felizes e bem se os pais estiverem “inteiros”, se houver respeito. “E assim segue o caminho inesperado e não planejado do divórcio, com a certeza de que viverá o sonho de uma nova fase da vida, estando por inteiro, se redescobrindo e principalmente fazendo as pazes com você e o seu passado, cada um seguindo o seu caminho por inteiro”, finaliza Wanessa.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.