Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 18-11-2018 às 20:24

5 dicas para manter a escova de dente livre de bactérias

Especialista alerta sobre cuidados com escova de dente e explica como mantê-las sempre limpas

| Creditos: PixaBay

Ao mesmo tempo que a escova de dente é um dos itens mais importantes para a saúde bucal, pode ser também um foco de germes e bactérias, caso não seja bem conservada. “É indispensável o cuidado diário com o armazenamento do produto, afinal, ele está em contato direto com dentes e gengiva”, explica Isabella Mendes, dentista e consultora da GUM, a marca mais inovadora de cuidado bucal no Brasil e presente em 90 países.

Por isso, a especialista relaciona abaixo dicas para otimizar os cuidados com as escovas de dente:

1 - Sempre lave a escova antes e depois de usar

Ao escovar os dentes é necessário higienizar a escova antes e após o uso. Para isso, é necessário deixá-la por cinco minutos mergulhada no enxaguante bucal ou lavá-la com água corrente. Depois, remova o excesso de líquido nas cerdas (basta dar umas batidinhas do cabo na pia) e guarde sempre em posição vertical, com cabeça para cima. Dessa forma, removemos os germes que ficam na escova ao ser deixada ao ar livre ou em contato com outros itens.

 

2 - Nunca compartilhe sua escova

Quem nunca foi viajar e percebeu que tinha esquecido a escova de dente? Nesse caso, pegar emprestado do amigo ou de qualquer outra pessoa próxima nunca é a melhor opção. “Em vez de limpar, você estará expondo a região bucal a mais bactérias, podendo causar infecções ou até doenças como a herpes”, pontua.   

 

3 - Evite o contato entre escovas

É comum em casas de banheiros compartilhados o hábito de colocar todas as escovas juntas em uma mesma gaveta ou suporte. “Essa prática permite a troca de germes e bactérias entre as escovas, possibilitando o desenvolvimento de alguma doença oral ou até mesmo transmitindo gripes”, argumenta.

 

4 - Evite colocar o item sobre vaso sanitário ou pias

Pias e vasos sanitários são grandes focos de concentração de microrganismos, por isso, o contato direto com esses locais pode contaminar a escova com germes e bactérias. A melhor opção é deixá-las em um local aberto, com ventilação, como um copo, onde ela fique sozinha e bem distante do vaso sanitário.

Além disso, para quem carrega o produto dentro de bolsas, o ideal é usar os protetores plásticos que permitem ventilação nas cerdas e evitam o contato com microrganismos prejudiciais à saúde. A dentista alerta ainda que não é recomendado utilizar as capas plásticas quando a escova for armazenada em banheiros diariamente e, o protetor deve ser higienizado periodicamente, assim como a escova.   

 

5 - Troque a escova regularmente

Escovas utilizadas por muito tempo e com as cerdas desgastadas já não cumprem mais a função de limpeza, prejudicando a saúde bucal. “Além disso, mesmo que as cerdas pareçam intactas, existe acúmulo de germes e bactérias, por isso o ideal é que o item seja trocado a cada três meses. Em caso de doenças como gripes e resfriados, a escova deve ser substituída independente do tempo de uso”, finaliza.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.