Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 18-11-2018 às 19:25

Campanha Leia para uma Criança disponibiliza 1,8 milhão de livros gratuitos

Este ano, a ação traz edições exclusivas dos livros “Quero Colo!”, de Stela Barbieri e Fernando Vilela, e “Pedro vira porco-espinho”, de Janaina Tokitaka

| Creditos: PixaBay

O Itaú Social e o Itaú Unibanco lançam a campanha “Leia para uma Criança”, que este ano disponibilizará ao público, gratuitamente, 1,8 milhão de coleções com duas edições exclusivas dos livros “Quero Colo!”, de Stela Barbieri e Fernando Vilela, e “Pedro vira porco-espinho”, de Janaina Tokitaka.

Os kits podem ser solicitados por qualquer pessoa (não é necessário ser correntista do banco) pelo site itau.com.br/leiaparaumacrianca. Após a realização do cadastro, o material será enviado por correio para o endereço indicado. Desde 2010, a iniciativa já distribuiu mais de 51 milhões de livros.

“A leitura do adulto para e com a criança favorece a socialização e a construção de vínculo. Propicia, ainda, a ampliação do vocabulário e da capacidade de aprendizagem. Por isso, todos os anos realizamos um grande esforço para que crianças de 0 a 6 anos de todas as localidades do país, de todas as origens, tenham acesso à literatura de qualidade”, explica Dianne Melo, especialista em Programas Sociais do Itaú Social.

Também serão disponibilizados dois mil livros em braile e letra expandida, e dois mil exemplares acessíveis para leitores com outras deficiências.

Os títulos desta edição foram selecionados por meio de edital público, formato inédito para a aquisição dos exemplares do “Leia para uma Criança”. O processo envolveu várias etapas, entre elas a conferência dos critérios técnicos (temática abordada na história, características literárias do texto, qualidade do projeto gráfico e autoria), a interação de adultos e crianças com os livros inscritos, por meio de uma experiência sensorial com famílias de todas as regiões do país, e a avaliação de especialistas e de mediadores de leitura.

 

Coleção

“Quero Colo!”, de Stela Barbieri e Fernando Vilela, Edições SM

Em “Quero Colo!”, os bebês são os protagonistas. O livro valoriza a proximidade e o afeto, mostrando como os bebês são carregados pelos adultos nas mais diferentes culturas - até no mundo animal.

 

“Pedro vira porco-espinho”, de Janaina Tokitaka, Jujuba Editora

“Pedro Vira Porco-Espinho” é uma leitura cheia de humor e surpresas, mostrando as transformações que podem acontecer com as crianças quando as coisas não saem como esperado.

 

Filme “Robô”

Como nos anos anteriores, o programa será divulgado na mídia tradicional e online com o filme “Robô”, com uma narrativa que reforça pelo segundo ano consecutivo que meninas e meninos podem inventar um futuro que ninguém imagina. O novo filme conta a trajetória de uma menina que, a partir do momento em que é incentivada pelo pai a ler um livro com tema de robô, se encanta com a história e desenvolve diversos projetos sobre o tema, em várias fases de sua vida. Sua jornada culmina em um momento importante de realização pessoal e profissional. 

A trilha sonora marcante é uma grande aliada, dialogando com o conceito da campanha: uma versão inédita de "Dream On", clássico da banda Aerosmith que completa 45 anos em 2018. O filme ressalta que tanto meninas quanto meninos de todas as classes e etnias podem ter as mesmas oportunidades e realizar seus sonhos.

Para levar a história para a realidade, a campanha também terá o lançamento, durante o mês de outubro, de “A Biblioteca de Malala”, uma entrevista exclusiva gravada com a ativista paquistanesa Malala Yousafzai – laureada com o Prêmio Nobel da Paz – durante sua visita ao Brasil em julho deste ano. Com divulgação no ambiente digital, o conteúdo tem a jovem paquistanesa falando sobre a importância dos livros em sua vida. 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.