Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 20-10-2018 às 09:15

Saiba por que desviamos o foco e adiamos objetivos

Segundo especialista, existe uma relação do cérebro com essa procrastinação

| Creditos: PixaBay

Muitas vezes sabemos o que fazer, e como devemos fazer, mas simplesmente adiamos ou retardamos uma tarefa que deveria ser cumprida, que fazia parte de um objetivo. E ao mesmo tempo realizamos um monte de outras coisas que com certeza poderiam esperar, já que aguardaram até aquele momento e não eram nem de longe prioridade, apenas distrações. Mas, por que será que isso acontece?

Para a orientadora pessoal e psicóloga transpessoal, Wanessa Moreira, é comum essa circunstância em que a gente dá “voltas em volta de nós mesmos”, sempre buscando situações para nos desviar do foco principal. “Nesse momento, tudo o que não é necessário parece se tornar interessante de uma hora para outra como uma boa desculpa que nós contamos, nos sequestrando do nosso objetivo principal”, diz a especialista.

De acordo Wanessa, o cérebro funciona em tempo presente o tempo todo, por isso, cada vez que você pensa sobre a tarefa a ser feita, é para o cérebro como se você a realizasse naquele momento. “Então, quanto mais você pensa sobre o assunto, mais vezes para sua mente você já o executou, e você é tomado por um cansaço que aumenta a distância entre o pensamento e a execução da tarefa”, explica Wanessa Moreira, que também é Master Mentoring em Coaching Corpo e Mente.

Segundo a orientadora pessoal, para que a pessoa esteja realmente “preparada” para a tarefa, o cérebro repete esse circuito a quantidade de vezes necessária para atingir o sentimento de estar pronto. “A busca de acerto e perfeição, as dúvidas em relação ao que se deve executar, a falta de domínio sobre o assunto e o medo de ser avaliado, nos coloca nesse ciclo de pensar, pensar, e não realizar. Pois temos a sensação de não estarmos efetivamente prontos para que a missão seja cumprida”, diz a especialista.

A psicóloga transpessoal afirma que para cada indivíduo, o início de fato da tarefa acontece de um jeito. “Para alguns, no último minuto sentam e realizam tudo o que era preciso em um instante, que chegam a se questionar o porquê levaram tanto tempo para fazer algo se no final foi tão simples. Para outros, vão realizando um pedacinho por dia até que esteja de fato pronta a tarefa, quando menos imaginam e melhor do que previam”, explica.

Segundo Wanessa, existe uma relação importante com o mecanismo que desenvolvemos para aprender a estudar na infância com a maneira que desempenhamos as nossas tarefas. “Tente se recordar de que maneira você estudava para as provas. Um dia antes? Durante toda a semana? Se dedicando as aulas diariamente, sempre estando pronto para a prova? Sentia-se pressionado por seus pais ou seu professor? Sentia medo de errar? Ao pensar nisso provavelmente você irá descobrir que procrastina sua tarefa de maneira muito parecida com o mecanismo utilizado para estudar”, argumenta.

A orientadora pessoal explica que somente a partir da consciência desses nossos processos, é que podemos parar de adiar aquilo que devemos, queremos, precisamos e muitas vezes desejamos realizar. “Dessa forma, é possível executar e trazer o nosso melhor, cada vez com mais facilidade, tornando divertido ações que no cotidiano perdemos tanto tempo para realizar”, finaliza.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.