Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 17-07-2018 às 16:53

Mais de 30 mil crianças e adolescentes são beneficiados por projeto Pequenos de Raça

Marca aposta na prática esportiva como ferramenta de transformação e desenvolvimento social

| Creditos: Grupo Image - Soluções em Comunicação

Transformar a vida de crianças e adolescentes e formar cidadãos mais conscientes por meio do esporte. Esse é o desejo da Magnus, fabricante de alimentos para cães e gatos. Desde 2016, a empresa tem se tornado conhecida não apenas pelos produtos que desenvolve, mas também por criar e oferecer assistência a projetos sociais e educativos. Um dos mais representativos é o “Pequenos de Raça”.

A iniciativa apoia escolinhas de futsal em diversas regiões do país. Em dois anos, mais de 30 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social receberam materiais esportivos e foram beneficiadas pelas ações do projeto. “Para nós, o incentivo à prática esportiva, aos estudos, à inclusão e integração social representa a possibilidade de proporcionar presente e futuro melhores às crianças”, afirma Rodrigo Luporini, coordenador de marketing esportivo da Magnus. “Dia após dia, conhecemos histórias que nos tornam ainda mais convictos da força dessas atividades que, para as crianças, significam muito mais do que lazer. Para muitas delas, o esporte representa a chance de se aproximarem de seus ídolos”, acrescenta Rodrigo.

Graças às parcerias com prefeituras e comunidades locais, o Pequenos de Raça tem alcançado resultados impressionantes. Só em São Paulo, mais de 100 projetos sociais já foram atendidos.

Ao longo de 2018, a Magnus pretende continuar a expansão do Pequenos de Raça por todo o país. O projeto, que teve início em Sorocaba, já alcançou outras cidades de São Paulo, como Campinas, Votorantim, Ribeirão Preto, Itu, Santos, São Vicente e Bauru, além da capital. A ação também já beneficiou crianças em Londrina (PR), Curitiba (PR), Jaraguá do Sul (SC), Belo Horizonte (MG), Uberlândia (MG), Goianápolis (GO) e Recife (PE).

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.