Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 15-11-2018 às 03:17

Pet no trabalho deixa o ambiente mais agradável

Especialistas afirmam que levar animais no ambiente de trabalho reduz o stress e motiva profissionais

No Brasil os pets estão aos poucos ganhando espaço nos escritórios. | Creditos: Shutterstock

A prática de ter animais dentro do local de trabalho já é muito comum nos Estados Unidos. Aqui no Brasil os pets estão aos poucos ganhando espaço nos escritórios. “As empresas têm adotado a prática com o objetivo de tornar o ambiente mais agradável para os colaboradores. E tem dado certo”, aponta a psicóloga Marília Zampieri, isso porque os animais promovem interações entre as pessoas, como explica Marília. “Em ambientes corporativos isso vale tanto para a descontração entre colegas de trabalho quanto para clientes e visitantes da empresa”.

A Sherman Filmes Ópticos do Brasil é um exemplo de empresa que otimiza o ambiente empresarial com a presença dos pets. O diretor-presidente, Eduardo Matos, tem a companhia de Efa (um Bracco Italiano) e Jack (Setter Inglês) em sua rotina três vezes por semana, e os funcionários adoram.

A ideia surgiu com a abertura da empresa. “Quando eu trabalhava em outra empresa eu tinha que deixá-los em casa. Quando abri a Sherman, não pensei duas vezes, uni o desejo de trabalhar ao lado dos meus companheiros. Logo os colaboradores pediram para que eles viessem sempre e até mesmo os clientes adoram a recepção. Os cães participam das reuniões e interagem com todos”.

Dentro da empresa, os colaboradores gostam bastante e Matos ressalta que quebra o gelo do relacionamento. “As visitas se transformam quando veem o cachorro. Querem brincar, passar a mão, acaba quebrando um pouco da formalidade do ambiente corporativo”.

A Efa, que tem cinco anos e comportamento tranquilo, apesar de ser de grande porte,  até já visitou alguns clientes. “Todo mundo gosta. Desde a recepcionista até o diretor da empresa que visito. Ela é super gentil e comportada”, afirma Matos.

Os pets possuem um espaço reservado para eles ao lado da mesa de Matos, com direito a água limpa, comida e caminha, mas eles têm acesso livre a todas as áreas da empresa. “Eles têm o hábito de não entrar em ambientes se não são chamados, portanto, nunca tive problemas em relação ao maquinário da empresa. Aqui, nossas máquinas ficam em salas fechadas. Quando eu entro, eles me esperam na porta”, finaliza.

Apesar dos pontos positivos existe um cuidado a ser tomado, como afirma a psicóloga. “A presença do animal não deverá causar desconforto para os que não sejam amantes dos pets. Vale lembrar que nem todos têm a mesma afinidade com os animais, e isso deve ser levado em conta ao se planejar a frequência deste contato, bem como o espaço a ser dividido com os animais”.

Os cachorros estão no topo da lista dos pets no trabalho, e existem alguns motivos para isso ressalta a psicóloga. “Algumas raças são muito dóceis, o que torna o contato com as pessoas ainda mais agradável, e podem aprender rapidamente a seguir as regras do ambiente. Mas vale usar a criatividade e sempre pensar na melhor adaptação do animal ao ambiente”, finaliza.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.