Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-09-2018 às 19:58

Perdi o prazo de declaração do Imposto de Renda! E agora?

| Creditos: WenPhotos

Todos sabem que o prazo para a declaração de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) já passou, porém é possível que muitas pessoas não tenham conseguido enviar tudo dentro do prazo. Se este é o seu caso - e o fato de você estar lendo a matéria é um grande indicativo de que é sim - não precisa entrar em pânico!

O Contabfácil, ferramenta online que trata de toda a contabilidade de empresas do Simples Nacional, Profissionais Liberais e MEIs,  criou um tutorial detalhado com tudo o que você precisa saber para estar em dia com o leão!

 

O que acontece agora que eu perdi o prazo do IR?

A pessoa que perdeu o prazo precisa enviar a declaração de qualquer forma e está sujeita à multa de R$ 165,74 ou 20% do imposto devido, caso ela faça a declaração e tenha imposto para pagar: "Se este montante de R$ 165,74 seja maior do que a multa do imposto, prevalece este mesmo valor. Agora, se os 20% aplicado no imposto que deve for maior, então é esta porcentagem, o valor da multa por entregar fora do prazo." explica Marcílio Nascimento, Gerente Geral do Contabfácil.

 

Preciso mandar de que maneira este IR atrasado?

A forma de mandar é igual à declaração dentro do prazo, mas a única observação de Marcílio é que antes de começar a fazer a declaração é necessário atualizar o programa tão logo complete a instalação.  

 

Tenho que pagar multa por atraso?

A resposta é sim, e ela é gerada tão logo a declaração fora do prazo seja entregue. Marcílio Nascimento explica que não tem mistério algum, pois o próprio software avisa desta multa e já disponibiliza para a pessoa esta guia para que ela possa pagar o imposto pelo atraso da declaração.

 

Se eu não entreguei e não regularizar, o que acontece comigo?

No primeiro ano é possível que não aconteça nada, mas vai que a pessoa precise ir ao banco e não tenha esta declaração ela não vai conseguir fazer nenhuma justificativa de renda: "Se a pessoa é relapsa por muito tempo, aí sim tem complicação.  Uma das consequências pode ser o bloqueio do CPF pois a Receita Federal consegue identificar quem está devendo e deveria fazer a declaração. Por isso estas pessoas ficam com um bloqueio no seu CPF e quando precisar fazer um financiamento ou alguma compra, não vai conseguir." alerta Marcílio.

 

E se a declaração foi com erro ou faltando alguma informação?

A orientação de Marcílio para quem tenha se equivocado na declaração é que tão logo tenha identificado o erro arrumar o quanto antes no sistema através de uma retificação: "Nada mais é do que colocar os dados da sua declaração e transmitir pelo próprio programa, salvando os arquivos e fazendo um Backup. Lembrando que cinco anos é o prazo que a Receita Federal pode solicitar estas informações" finaliza o Gerente Geral do Contabfácil.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.