Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-09-2018 às 19:15

Museu do Futebol homenageia jogadores da Copa 2018

Jogadores que representarão o Brasil na Rússia serão incluídos temporariamente na sala Anjos Barrocos, que homenageia os maiores nomes da equipe nacional; ação faz parte de intervenções ligadas à mostra “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958”

| Creditos: Reprodução Instagram @cbf_futebol

A seleção que vai representar o Brasil no Mundial da Rússia será homenageada pelo Museu do Futebol. Como parte das intervenções temporárias relacionadas à exposição “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958”, o equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo adicionará jogadores atuais à sala Anjos Barrocos, que homenageia grandes nomes da história da seleção. O espaço tem 27 personagens fixos (25 do time nacional masculino, além de Marta e Formiga), e a partir do dia 14 esses nomes receberão companhia de atletas convocados para a Copa de 2018.

A proposta da sala é representar os jogadores como hologramas, efeito que demanda representação em grandes proporções. Cada tela de acrílico especial tem 3 metros de altura e 2m de largura. Os jogadores escolhidos construíram história na seleção brasileira e tiveram impacto a ponto de mudar o futebol.

Inicialmente composta apenas por 25 grandes nomes da história da seleção masculina, a sala já havia passado por uma revisão em 2015, quando o Museu do Futebol fez um trabalho voltado à representatividade e abriu mais espaços para o futebol feminino. Nesse contexto, Marta e Formiga foram adicionadas ao espaço nobre.

A intervenção temporária deste ano faz parte de uma programação especial do Museu do Futebol para a Copa. O projeto também contempla a transmissão de todos os jogos do torneio em um telão na Sala Jogo de Corpo, espaço caracterizado por atrações interativas e lúdicas como o Chute a Gol e o Futebol Virtual.

Além disso, a área externa foi decorada com grandes bandeiras verticais que homenageiam os jogadores convocados para a Copa de 1958. O material faz parte da exposição temporária “A Primeira Estrela”, que fala sobre o primeiro título mundial conquistado pela seleção e o contexto social, econômico e cultural da época.

A exposição “A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958” tem patrocínio do Banco Itaú, por meio da Lei Rouanet, e apoio da Epson. O Museu do Futebol é uma iniciativa do Governo e da Prefeitura de São Paulo, com concepção e realização da Fundação Roberto Marinho. Pertence à rede de museus da

Secretaria de Estado da Cultura e é gerido pelo IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, Organização Social de Cultura. O museu conta com patrocínio máster da Motorola e patrocínio do Grupo Globo, e seu Programa Educativo conta com o patrocínio do Pontofrio/Fundação Via Varejo, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

Serviço:

Exposição Temporária – A Primeira Estrela: o Brasil na Copa de 1958

Visitação: 05 de junho a 09 de setembro de 2018

Local: Museu do Futebol - Praça Charles Miller, S/N São Paulo, SP

Funcionamento: Terça a domingo, 9h00 às 18h00 (bilheteria até as 17h00)

Ingressos: R$ 12 | Meia-entrada: R$ 6 | Entrada gratuita às terças-feiras.

* O Museu não abre às segundas-feiras.

* Horários diferenciados de funcionamento em dias de jogos no Estádio do Pacaembu. Consulte o site.

* Estacionamento na Praça Charles Miller, sendo necessário uso de Zona Azul Digital, que pode ser adquirido por meio de aplicativos para celulares ou em postos oficiais. Mais informações no site da Companhia de Engenharia de Tráfego – CET cetsp.com.br.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.