Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 16-07-2018 às 05:04

Governo de SP lança programa pioneiro de políticas públicas para pets

O programa incentivará os municípios na realização de feiras de adoção, capacitações, campanhas educativas sobre guarda responsável de cães e gatos, além de firmar convênios para apoio à castração e à microchipagem

| Creditos: Assessoria de Imprensa - Governo do Estado de São Paulo

O governador Márcio França lançou o Pet São Paulo, primeiro programa estadual de apoio aos municípios em ações e políticas públicas em defesa dos animais domésticos – cães e gatos. Para coordenar os trabalhos com as prefeituras, está sendo criada a Subsecretaria de Defesa dos Animais, vinculada à Casa Militar do Estado.

“Quando a sociedade começa a ter muita gente fazendo isso, é porque está na hora do governo reconhecer de maneira institucional. Daqui para frente teremos uma secretaria, um telefone, veículos, polícia, tudo o que tem na defesa civil vai ter na defesa animal”, celebrou o governador. “Quem sabe São Paulo não orienta todo o Brasil a fazer igual pela vida dos animais, especialmente esses que vivem com a gente e acabam tendo tanta afinidade e são como da família”, disse.

A subsecretaria será responsável por coordenar o Sistema Estadual de Defesa dos Animais (SIEDA), um comitê gestor intersetorial responsável por realizar e apoiar projetos e ações de proteção de cães e gatos em todo o território paulista.


 

“As pessoas que acreditam que os cães são parte da sociedade vão ter agora, com esse programa, o aval de que são mesmo. Eles têm direitos”, comentou Alexandre Rossi após participação no evento com seus famosos pets, Estopinha e Barthô.


 

O programa incentivará os municípios na realização de feiras de adoção, capacitações, campanhas educativas sobre guarda responsável de cães e gatos, além de firmar convênios para apoio à castração e à microchipagem. O município que aderir ao programa receberá o Selo Pet São Paulo, sendo atestado parceiro na proteção destes pets.


 

O Pet São Paulo nasceu da preocupação com os casos de maus tratos aos animais domésticos e a necessidade de uma cultura de prevenção contra atos de agressão, além do interesse do governo em integrar os órgãos públicos estaduais com os municípios, organizações e a comunidade.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.