Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 21-08-2018 às 05:40

Como manter o bronzeado no inverno

| Creditos: PixaBay

A exposição solar é algo que preocupa grande parte da população mundial. No verão, o desgaste da camada de ozônio se mostra mais aparente e, com isso, o filtro natural de raios UV é reduzido, tornando indispensável o uso de protetores solares.

Como fazer para pegar ou manter aquela corzinha? Sabemos que o bronzeamento artificial em cabines é totalmente contraindicado por médicos.

A solução é se utilizar do bronzeamento artificial a jato, técnica registrada pelo Ministério da Saúde. Através dele, uma fina névoa é pulverizada sobre o corpo da pessoa.

O jato possui DHA (dihidroxiacetona) que, ao interagir com a química presente na pele, passa a ter um pigmento microscópico marrom (melanoidina), causando um efeito bronzeado a olho nu.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a Organização Mundial da Saúde, este princípio ativo é o mais utilizado na indústria de cosméticos e é a maneira mais segura de se bronzear sem se expor aos raios solares (UVA e UVB) e aos seus consequentes problemas.

O produto não penetra na pele, mas localiza-se na camada mais superficial dela. Assim, seu efeito é temporário, durando cerca de 07 dias, variando conforme os hábitos do paciente.

A diferença na pigmentação já é percebida logo após a aplicação, mas a pele continua escurecendo por até 24 horas, trazendo um resultado efetivo um dia após empregar a técnica.

O bronzeamento a jato pode ser aplicado semanalmente, sem restrição à periodicidade do procedimento que é rápido e prático, tanto para a profissional quanto para a cliente.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.

debora katrip . 14-06-2018 08:25hs

Esse comentário foi vetado por conter acusações sem provas ou palavras impróprias.