Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 10-12-2018 às 17:07

BPW Cuiabá desenvolverá projeto de autonomia econômica na Cidade de Maria

O projeto visa contemplar mulheres rurais atendendo ao tema deste ano da CSW/62 - Sessão da Comissão sobre a Situação da Mulher, realizada pela Organização das Nações Unidas - ONU

Iracema Caldas explica o projeto para a presidente Zilda Zompero e para a primeira vice-presidente, Margarethe Nunes, coordenadora da Comissão de Projetos da BPW Cuiabá | Creditos: Portal RCQ

A  Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais -BPW Cuiabá manteve a primeira reunião efetiva de trabalho com a criadora do projeto “Comunidade de Aliança”, Iracema Caldas, para parceria na Cidade de Maria- complexo sustentável, religioso e inteligente que será construído na cidade de Nossa Senhora de Livramento- Região Pantaneira. A reunião ocorreu na sede do Instituto EcoGente , sendo que participaram a presidente Zilda Zompero, a primeira vice-presidente Margarethe Nunes e a conselheira superior Sueli Batista.

Tendo-se em vista que consta na missão da Cidade de Maria erradicar a pobreza e a injustiça social, edificando um sistema econômico e uma sociedade humana de partilha, foi definido que a princípio a BPW Cuiabá entrará na parceria  com um projeto de autonomia para as mulheres rurais, do entorno do empreendimento, no qual o foco principal será o empreendedorismo e o empoderamento. Vale destacar que a missão da Cidade de Maria vai em boa parte ao encontro do que as BPW Cuiabá está programando para atender ao tema estabelecido perla Organização das Nações Unidas-ONU, na CSW/62 -Sessão da Comissão sobre a Situação da Mulher, que acontece todos os anos em Nova Iorque-EUA, e que neste ano discutiu os desafios e oportunidades para alcançar a igualdade de gênero e o empoderamento de mulheres e meninas rurais. O encontro reuniu organizações da sociedade civil e governos e agencias da ONU. A Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais -BPW Brasil participou ativamente do evento, sendo que a BPW Internacional tem assento na ONU.

O segundo passo da parceria é mais ousado,  será o estudo de viabilidade para que a BPW Cuiabá tenha uma área para a construção de um centro de empreendedorismo feminino com sua chancela, trabalhando todos os núcleos do Programa BPW de Desenvolvimento Sustentável ,  trabalhando-se o tripé: Pessoas, Meio ambiente,  e o aspecto econômico.

Iracema conheceu o Programa de Desenvolvimento Sustentável da BPW, que foi apresentado por sua criadora, Sueli Batista e ficou encantada. Ela estará conversando com sua equipe técnica para verificar como poderá ser adaptado o projeto da Cidade de Maria para a destinação da área. Já consta no complexo a instalação do Hospital Beneficente São Pio - Amigos da Visao, ideia do empresário Sadi dos Santos, com capacidade para seiscentas consultas dia e mil cirurgias mês;  um  Santuário, áreas residenciais, onde serão edificadas, baseadas no conceito de sustentabilidade, o “Senior Living” ou Moradia de Idosos e a “Street Maal” um espaço privilegiado para vivência concreta e aplicação, na prática, da economia de partilha, onde indústria e comércio serão fontes geradoras de emprego e renda, e terá  local de estudo para estudantes das universidades e institutos de educação.

A presidente da BPW Cuiabá, Zilda Zompero disse que a organização se interessou pelo complexo Cidade de Maria tanto pelo que pode desenvolver no campo do empreendedorismo, quanto pelo fato de no Hospital São Pio ter uma ala que será destinada para a saúde da mulher.

 

Projeto do Hospital São Pio, que fará parte do Complexo Cidade de Maria

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.