Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-09-2018 às 18:59

É preciso ficar atento para as datas de validade dos cosméticos

"Existe uma diferença nas normas dos EUA e Europa para o Brasil, por isso, é preciso ficar de olho também para não passar produto vencido na pele"

| Creditos: PixaBay

Quase toda mulher ama comprar cremes para o rosto, hidratantes para o corpo, diferentes protetores solares e por aí vai. Isso faz com que alguns produtos sejam rotativos no uso diário, assim, acabam ficando esquecidos por algum tempo até serem utilizados novamente. E aí que mora o perigo. Assim como sempre verificamos as datas de validade dos alimentos que consumimos também precisamos criar o hábito de olhar a validade dos cosméticos. Muita gente acha que não, mas, eles podem causar danos para a pele, inclusive manchas e marcas difíceis de tirar.

Aqui no Brasil é obrigatório que as datas venham com dia, mês e ano. Assim é possível saber exatamente até quando aquele produto estará próprio para o uso, desde que esteja fechado. Já nos EUA e Europa, geralmente, os produtos chegam às prateleiras com as indicações de 9M, 3M e assim por diante. Esses números significam quanto tempo esses produtos estão próprios para a utilização após a abertura do frasco, ou seja, não dá para saber ao certo quando ele foi fabricado.

Uma questão que pode enganar o consumidor é a mudança da data de validade do produto após aberto. Por exemplo, a maioria dos cosméticos tem validade variada entre 2 e 3 anos, dependendo da composição, quando abertos eles passam a ter a validade reduzida para 3 ou 6 meses. “Isso acontece por diversos fatores, mas, podemos citar a entrada do ar, que contém uma série de microrganismos, o contato com as mãos, alteração de ambiente, umidade, entre outros”, completa Lucienne.

Em alguns cosméticos podemos perceber as mudanças, muitos ressecam, mudam de cor, ficam aguados e perdem o aroma. Passar um produto nessas características pode causar sérios danos à pele, desde uma simples irritação até alergias e manchas. 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.