Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 20-09-2019 às 22:33

Dia das mães também é comemorado pelas madrastas

Mito da madrasta má gera conflitos na relação com enteados, alerta psicólogo

   Não transforme a relação em uma disputa, é uma das dicas do psicólogo para a boa convivência com enteados | Creditos: shutterstock

Esta concepção de que todas as madrastas tem uma resistência ao enteado é uma ideia construída socialmente, impositiva e aprisionadora, explica o psicólogo e professor da Faculdade Santa Marcelina (FASM), Breno Rosostolato. “As crises conjugais, divórcios e “recasamentos” acabam respingando nos filhos e afetando a relação dessa nova formação familiar”, – afirma o psicólogo.

Além dos obstáculos na vida real, os contos de fadas, como os longas “Cinderella” (1950) e “Branca de Neve e os Sete Anões” (1937), que contam a história de madrastas malvadas, também contribuem para a disseminação da imagem negativa da nova companheira do pai, ressalta o psicólogo.

“É irracional achar que na vida real a madrasta é malvada, ciumenta, invejosa e o enteado sempre é inocente e bonzinho. Todos ocupam uma parte nessa história e essa participação será perturbadora de acordo com  a atuação de todos os envolvidos”, analisa o psicólogo.

 

Abaixo o especialista lista algumas dicas que podem melhorar a convivência.

·      Não transforme a relação em uma disputa.

.    Respeite o tempo que o pai precisa passar com o filho e incentive uma aproximação entre o entre eles. A briga por atenção é uma das principais queixas dos enteados e madrastas.

·      Não caia nas provocações dos enteados, por mais que a relação esteja complicada, é importante manter a paciência. No início, é comum que as crianças sintam ciúmes.

·      Seja agradável e dê atenção para a criança ou adolescente. Realizar brincadeiras em casa, programar atividades para fazer juntos sempre que possível, com o enteado, é benéfico para relação.

 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.