Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 20-09-2019 às 22:44

Dia das mães não aumenta expectativa do comércio

A renda e as dificuldades econômicas dos filhos levarão o comércio a buscar com criatividade algumas oportunidades para atrair compradores

| Creditos: shutterstock

Esse ano deverá ser pior a receita do comércio com os presentes do Dia das Mães do que ocorreu em 2015. A retração do varejo, aliás, já vinha afetando a indústria, explica o coordenador do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Santa Marcelina (FASM), Reginaldo Gonçalves.

A indústria e o comércio continuam sofrendo com os juros altos, desemprego e a mudança nos hábitos de consumo em função da crise. Tudo isso delineia um cenário complicado. De acordo com a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), as vendas do Dia das Mães deverão sofrer queda de 4,1% em relação a 2015.

Segundo o professor da FASM, a confiança do consumidor está ligada diretamente à instabilidade econômica e política do País, que se reflete na contração das vendas no comércio em geral e também nas vagas de emprego. Em março, a CNC mostrou que a intenção de consumo das famílias teve queda de 1,6%. 

Além disso, o coordenador aponta que a retração no consumo prejudica a contratação no comércio, que está com menos vagas de empregos temporários, mesmo no mês de maio, que é a segunda data mais importante no ano para o varejo, depois no Natal.

 “Com orçamento apertado, os filhos vivem momentos de apreensão e estão comprando presentes com verbas limitadas. Sendo assim, buscam opções que caibam no orçamento. É preciso criatividade”, ressalta o Reginaldo.

O especialista ressalta que não importa o valor do presente. O mais significativo é não deixar de homenagear as mães. “Para elas, o mais importante é a lembrança, que pode ser através de um simples abraço ou atenção mais afetiva”.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.