Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 10-12-2018 às 14:13

BPW Cuiabá dá uma nova luz para moda no Goiabeiras Shopping

Na exposição que faz parte do 16º Março é Mulher, da BPW Cuiabá, serão contados 100 anos da história da moda, através publicações do acervo de Yasmin Nadaf, uma das maiores colecionadoras de revistas de bancas do Brasil.

Zilda Zompero, presidente da BPW Cuiabá, com as curadoras da mostra, a jornalista Sueli Batista e a coach de imagem Adriana Telles. A ONG Feminina dá "luz e vida" para o acervo de Yasmin Nadaf | Creditos: Mônica Carvalho

Será com a surpreendente exposição “100 anos da Moda Feminina”, através de publicações, todas originais, do acervo de “Bancas de Revistas”, da pós doutora em Literatura Comparada, Yasmin Nadaf, uma das maiores colecionadoras de revistas de banca do Século XX, que a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais- BPW Cuiabá abrirá, no próximo dia 1º o seu macro evento, 16º Março é Mulher. O tema deste ano é  “Mulher, a nova luz do empreendedorismo” e acontece em vários pontos da cidade até o dia 27de março. A abertura, às 19h30, será no Espaço Cultural do Goiabeiras Shopping, piso térreo. A mostra fica em cartaz até o dia 16, ocorrendo paralelamente desfiles de roupas do século 20 e exposições, coordenada por Verena Fazolo, do curso Design de Moda da Universidade de Cuiabá-UNIC. Haverá também, lançamento do livro, “Por trás do espelho” e workshops, o primeiro deles com o chapeleiro global Dênis Linhares, do Rio de Janeiro. (Obras de "O Cruzeiro" já estão prontas para a viagem, conforme foto). Alunos e as professoras, Michele Henrique Bizzo e Fátima Gonçalves Queiroz, do Curso Superior em Estética e Cosmética, da UNIC também participam do desfile, com produção de cabelos e maquiagem de época.

Yasmin confidenciou que ao entregar e confiar para a ONG Feminina o seu acervo de “Bancas de Revistas”, que coleciona ao longo de 4 décadas, e que envolve a natureza sócio cultural, além da beleza do “ser mulher”, foi uma oportunidade singular para ela. “Tinha plena certeza de que a BPW daria luz e vida a essa parte do meu acervo. E com isso juntas cumpriríamos a missão de democratizar esse rico conteúdo com a coletividade. A cidade ganha com essa exposição e deve prestigia-la”, frisou”.

Na mostra estão contemplados dois dos três segmentos temáticos da coleção de Bancas de Revistas de Yasmin: o primeiro, referente a Fotorreportagem (“Cruzeiro”, “Manchete” e “Fotos e Fotos”); o segundo, no âmbito das revistas voltadas para o público feminino, “Jornal das Moças”, "Sedução”, “Querida”, “Grande Hotel”, “Capricho”, “Cinderela” e “Você”.

 “Uma informação interessante é que a exposição de revistas não são especificamente de moda, mas trazem a moda e isso vem com valor agregado”, disse com muita empolgação a presidente da BPW Cuiabá, Zilda Zompero, que está fascinada por tudo que viu.

Zilda Zompero falou que a missão da ONG Feminina que está presidindo é de fomentar, coordenar e orientar dinamicamente o processo de crescimento das mulheres, estimulando sua inserção no cenário econômico, político e social, fortalecendo a comunidade local, tornando-a mais justa e humana com a participação de todos os segmentos. “Mostrar o trabalho de pesquisa e a dedicação, com que Yasmin preserva grandes acervos vem diretamente aos nossos objetivos”, frisou. A presidente completa dizendo que foi a primeira vez que Yasmin Nadaf abriu seu acervo de revistas de variedades que contemplam a moda, o que orgulha a organização pela confiança, pois é muito rico em conteúdo e valioso o acervo.

“A exposição é inédita e retrata o desenvolvimento não somente da moda, mas do cotidiano das pessoas que são influenciadas diretamente pelo universo fashion. Será importante dentro de várias óticas, inclusive de quem não só estuda moda, mas a comunicação dentro do jornalismo e da propaganda”, disse Sueli Batista, jornalista e empreendedora nas áreas de comunicação e desenvolvimento humano. Ela é a coordenadora geral de todo o Março é Mulher, criado por ela em 2003, quando presidente da BPW Cuiabá, e tornou em 2013, quando presidiu a BPW Brasil, um projeto nacional, dividindo sua metodologia para todas as organizações que compõe a rede. Quando Yasmin a procurou, no final do ano passado, para propor a parceria, ela não teve dúvida em levar imediatamente para análise da diretoria, que abraçou de imediato. “Acho que o Brasil deve conhecer o acervo, e quem sabe outras BPWs se interessem em mostra-lo” finalizou.

Representando a BPW Cuiabá, exercem a curadoria, a jornalista Sueli Batista, que tem experiências com eventos, inclusive culturais, e a coach de imagem Adriana Telles, membro do Conselho Diretor. Adriana trabalha diretamente com a moda, um assunto que é especialista. É coach de imagem, visagista, personal Stylist e  pós graduada em Design de Moda. Ela já trabalhou na produção do Programa do Gugu Liberato.  A presidente Zilda Zompero considerou que ela teria muito a contribuir. Adriana considerou fantástica a mostra e está ajudando a contar a história através de cada década, além de comandar o workshop de encerramento.

 

Atividades paralelas

Haverá outras manifestações do mundo fashion paralela a exposição, pois professores e alunos do Curso de Design de Moda da UNIC produziram para o evento 10 modelos, inspirados em cada década do século passado, trazendo grandes estilistas que deixaram seus nomes na história. Os modelos ficarão em exposição, e as confecções também serão mostradas na passarela com desfile na noite do dia 3. A coordenação é da professora  Verena Fazolo. No desfile, a  produção de cabelo e maquiagem terá também o envolvimento da universidade, sendo que  professores e alunos do Curso de Estética, estarão participando.(Foto de um dos modelos produzidos exclusivamente para a exposição)

Dênis Linhares, do Rio de Janeiro, um dos mais famosos e requisitados chapeleiros da atualidade, está entre os convidados nacional para o “Março é Mulher” e estará no dia da abertura até sábado, dia 3. Sua participação será com exposição, workshop e desfile muito fashion. Os manequins vestidos com a produção da Faculdade de Moda da Unic estarão com chapéus da produção de Dênis, numa verdadeira integração e trocas de experiências. Dênis trabalha na área de teledramaturgia com suas produções, para as emissoras: Globo, Bandeirantes e Record . Ele participou do São Paulo Fashion Week, Fashion Rio, Grande Prêmio Brasil e Grande Prêmio de Paris. Atualmente atua com sua chapelaria na novela “Tempo de Amar”, e fez todos os chapéus do recente baile de Carnaval da novela “O Outro lado do Paraíso”.

Dênis e o chapeleiroMarcos Ricardo, também do Rio de Janeiro-RJ ministram no dia 2, em períodos da tarde e noite, no 1º piso do Goiabeiras Shopping  o “Workshop da Chapelaria”, contemplando o  estudo de materiais e confecção de chapéus. O resultado da produção também será mostrado na passarela, na noite do dia 3.

As vagas do workshop são limitadas, e será o único evento pago durante a Exposição 100 anos da Moda Feminina, devido o custo do material. O valor é deR$ 300,00 por pessoa (pode ser pago em até três vezes sem juros) com material incluso e os participantes levam o chapéu. Mais informações: 3052-2872 (as 13 às 18h30).

Dois eventos estão previstos para o dia do encerramento da exposição, e ocorrerão também no pisso térreo, só que no espaço Livro Livre. Às 17 horas o workshop:“A Importância da moda dentro da imagem pessoal com a coach de imagem Adriana Telles. O segundo evento ocorre na sequência, às 19 hora será o bate papo,  lançamento e noite de autógrafos, referente a obra coletiva: “Por trás do espelho” da Editora  Saphi. O livro conta com quatro co-autoras mato-grossenses, que trabalham com o desenvolvimento humano, liderança e o empoderamento feminino, nas áreas de coaching e psicologia: Fernanda Fukushima, Isabel Silveira, Márcia Fonseca e Thelma Tavares.

 

Curiosidades

“Há muitas peculiaridades que comprovam que na moda nada se fecha, e o que é uma tendência hoje pode ser uma revisita ao passado”, disse Zilda Zompero que particularmente é apaixonado pelo mundo fashion, tendo como ícone a estilista Chanel. Ela citou o exemplo da febre fashion “mamãe filhinha”, que na seleção das revistas “Fon Fon”  junho de 1946 e de “O Cruzeiro” de outubro de 1955 aparecem com matérias ilustradas, que ela considerou como registros importantes.

No texto da Fon Fon, com o título “Pra você e sua filhinha” dois modelos em cores fortes, azul e cinza. No texto de “O Cruzeiro” diz: “Nos Estados Unidos existe uma fantasia sentimental lançada pelos costureiros que consiste em realizar modelos idênticos para mãe e filha”. Dez anos depois a moda retornou, sem ser citada a década anterior. Na própria capa, tem u destaque dizendo que Alceu Penna quer mostra como certas meninas se mostram felizes vestindo-se “Igual à mamãe””.

O “Cruzeiro” foi uma revista semanal de variedade  muito influente para a sociedade, a ajuda a contar a história da moda em riqueza de detalhes. No acervo de Yasmin publicações que vão de dezembro de 1951 até fevereiro de  1979. Em uma das suas capas, de 1970, trouxe como destaque, que o estilista Denner, um dos pioneiros da moda no Brasil,  estava lançando a moda hindu, na Fenit.

“Fon-fon” a revista de variedades que sempre trazia em suas capas representações femininas, em diversas formas, desde madames a melindrosas, terá um display especial na exposição e os convidados, uma surpresa no dia da abertura. Foi uma publicação de variedade moderna para a época, circulou  de 1907 a 1958.

A Revista Manchete também vai merecer na mostra um destaque, como seu nome sugere. Trouxe em suas páginas de julho de 1953 a novembro de 1999, muitas informações contemplando o feminino, com muita beleza em seu planejamento gráfico. Na capa de 20 de julho de 1968, trouxe como matéria de capa o destaque “Mulheres”, que dedicou 80 páginas de sua edição “para elas”, mostrando a moda, a sociedade, o cinema, o teatro, o esporte e a beleza.

No início dos anos 70, na edição de “O Cruzeiro” se falava em como fazer uma nova mulher, e isso não só nas atitudes, mas as informações relacionadas a todo aparato contra o envelhecimento precoce  começavam a ganhar mais força. Começaram a aparecer termos muito estranhos, para o universo da beleza feminina, a exemplo de robôs e eletrováculos que passaram a fazer parte do cotidiano. O que se anunciava era que flacidez, celulite o binômio mais odiado pelas mulheres estavam com seus dias contados... mas nem tão contados assim, analisando-se que estamos no século 21 e ainda há um grande caminho a se percorrer.

Os cuidados coma proteção contra os raios ultra-violeta, embora não tão difundida quanto hoje, já se verificava na década de 50. Na matéria da Revista “A Cigarra”, com o título “Queimar-se ao sol”, mostra algo mais além dos modelos de vestuário de banho da época, ou o bronzeado perfeito, mas também a necessidade de usar protetores. Outra curiosidade é que a Revista Grande Hotel, muito conhecida por suas fotonovelas, a cada edição trazia a chamada “Vitrina de Grande Hotel”, registrando tendências que iam desde vestidos do cotidiano, ao de noivas.

Nas propagandas das revistas na primeira metade do século passado, o empreendedorismo era estimulado através de anúncios de máquinas de costura e cursos de corte e costura, que vinha com a seguinte palavra de estimulo, “Vista-se bem e ganhe dinheiro estudando”, publicada na Revista Você, na publicação era muito comum em suas capas a cordialidade masculina, para com as mulheres, com flores ofertadas, compartilhamento de leituras e outras gentilezas. Após os anos 60 as revistas começaram a mostrar certas atitudes, além da beleza, a exemplo da publicada na “Capricho”. A  propaganda do “Cashimir Bouquet”, famosa marca da cosmetologia, dizia: “Para atingir os homens seja mais mulher”.

Reconhecimento e confiança

“A BPW  realiza sempre com sucesso o ‘Março é Mulher’, que é um evento aguardado no calendário oficial de Cuiabá, principalmente pela sua abrangência em nos ofertar generosamente atividades informativas de caráter diversos com vistas a evolução do empoderamento  feminino”, destacou Yasmin. Vale destacar que as revistas especificamente de moda surgiram no Brasil a primeira revista brasileira segmentada 100% em moda, foi a Manequim, lançada em julho 1959, pela Editora Abril, e que hoje pertence a Editora Caras. Yasmin, entretanto, não é uma colecionadora de revista de moda, pelo simples fato de ser de moda.

“Não se consegue falar do quanto é rica a exposição em poucas palavras”, frisa Zilda Zompero, e a BPW convida para que a sociedade vá ao Shopping Goibeiras. “Mais do que ver de perto o quanto é rica em conteúdos, tenho a certeza que os visitantes irão viajar na própria história”, ressalta a presidente. O interessante é que as as associadas da BPW, ao selecionarem das mais de 500 revistas, 172 exemplares para a mostra, muitas vezes se perderam nas fantásticas leituras, e comentavam com entusiasmo. Um termômetro, portanto, do quanto será sucesso.

No site mais informações sobre seus acervos, que são compostos de outras coleções, a exemplo de gibis e almanaques de farmácias.

Para realizar a 16ª edição do Março é Mulher houve uma união de esforços da iniciativa pública e privada, inclusive de empresas ligadas as próprias associadas. A a variedade de eventos é muito grande, e ocorrerão de 1 a 27 de março em vários pontos da cidade, e serão divulgados a cada semana, informações com toda programação estão disponíveis em eventos do portalrosachoque.com.br

 

União de esforços

Em uma época de crise, a direção da BPW Cuiabá buscou junto ao mercado, desde janeiro, as marcas que viriam juntos, através de recursos financeiros, logístico e de pessoas. Teve resultados imediatos, sendo que quase nenhuma porta se fechou. Assinam como parceiros do projeto, além do Goiabeiras e a Unic, a Secretaria de Estado de Cultura do Governo de Mato Grosso, a Prefeitura de Cuiabá, a Defensoria Pública, o Ministério Público e a Company Comunicação. São patrocinadores ouro, a Eletro Fios, SG Consultoria, Cleide Imóveis, Multipadrão, Vida Diagnóstico e Saúde, Água Puríssima, Portal Rosa Choque, Água Viva, Carla Guberth, Hotel Delmond.

São patrocinadores prata, a Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá-ACC, Black Angus Coworking, Sono & Cia, Alfagarves, Andréa Boutique, NB Kids, Dona Fina,  Juíza Amini Haddad, Cerimonial Cristina Mangieri, Marggoh Acessórios Finos, Studio 278, Jeunesse- Silvana Moura Alves, Tropical Piscinas, Cris Brindes, Empório das Fotos, Ótica London.

Muitas empresas e pessoas também contribuíram com patrocínios bronze e apoios, a Assembleia Legislativa, através do deputado Wagner Ramos, Associação Brasileira de Recursos Humanos do Mato Grosso do Sul- ABRH/MS, ICF - International Coach Federation, Instituto EcoGente- Desenvolvimento Humano, Conexão- Escola de Liderança, a advogada Margarethe Nunes, a artista musiva Marili Grando, a Coach Adriana Telles, Ki Life, Buffet Leila Malouf- Espaço Riserva, Vinícola Aurora, Secretaria de Estado de Justiça através da Superintendência da Mulher e Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Neo Drinks, Guru da Cidade, Espaço Nika, Sempre Fashion, FG Assesoria Esportiva (realizadora da Corrida Cheia de Charme), Reginástica, Gráfica Defanti.

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.

Inês martins . 28-02-2018 19:07hs

Parabéns. Belíssimo evento.Enviei comentário anterior.Recebeu?

Inês martins . 28-02-2018 19:07hs

Parabéns. Belíssimo evento.Enviei comentário anterior.Recebeu?

Tânia Amui Pinheiro . 28-02-2018 22:04hs

Parabéns Yasmin Nadaf, pelo grande empenho, capacidade intelectual e sua força. Você é uma grande e adorável mulher!!!

ulztgm . 04-08-2018 03:57hs

Esse comentário foi vetado por conter acusações sem provas ou palavras impróprias.