Jornal Rosa Choque
Publicidade

Importância da mulher representada em papéis fortes

| Creditos: PixaBay/Novo Século

As últimas edições do Emmy, Globo de ouro e Critic's Choice Awards deixaram em evidência obras que falam sobre o universo feminino e empoderamento, como The Handmaid's Tale e Big Little Lies (duas das séries mais premiadas da temporada), e Mulher Maravilha, que saiu vencedora de Melhor Filme de ação. 

Além da vitória no Critic's choice wards, Mulher Maravilha quebrou o recorde histórico de maior bilheteria para um filme de ação dirigido por uma mulher (Patty Jenkins). A atriz Gal Gadot, intérprete da heroína, também recebeu o prêmio #SeeHer, da Associação Nacional dos Anunciantes, que reconhece o trabalho de mulheres que apoiam o movimento que busca mudar estereótipos e mostra a importância de retratar com precisão as mulheres em todo o cenário do entretenimento.

Viola Davis foi a primeira mulher negra a ganhar um Oscar na categoria de Melhor atriz e também a primeira a vencer o Emmy de Melhor atriz em série de drama. Em seus discursos, a atriz deixa claro que não é possível ganhar prêmios por papéis que não existem, ou seja, que é essencial criar boas personagens femininas na arte.

Filmes como Rogue One, Jogos Vorazes e Mulher Maravilha mostram que é uma boa ideia colocar as mulheres nos holofotes, e que além inspirarem, fazerem sucesso entre público e crítica, também geram grandes bilheterias para os estúdios.

"Entre e Fique à vontade", livro de Vívian Mello conta crônicas da mulher contemporânea e mostra personagens que fogem muitos dos estereótipos da sociedade.

“Precisamos de uma nova revolução. Uma revolução de conceitos e de hábitos. Vamos viver para nós, vamos nos tornar a donzela moderna. Acho que é isso o que falta para a evolução da nossa espécie. Nossos heróis estão lá fora, em busca da donzela moderna, em busca da feminilidade, da sensualidade e da força.

Garota superpoderosa, mulher maravilha, mulher moderna, donzela...Não importa o nome, o importante é encontra-la dentro de si mesma. Molde-a, e traga ao mundo mais uma evolução da maior das espécies: a mulher!” (p. 19)

As mulheres estão em alta. São elas as inspirações para músicas, obras, fotos e poemas. Mas, também são elas as fortes, corajosas, e que continuam a amar, mesmo com o coração já mil vezes despedaçado.

Em uma coletânea de crônicas sobre a mulher contemporânea, e seus encontros e desencontros do universo da solteirisse, Vivian Mello levanta em Entre e fique à vontade questões importantes para qualquer um que queira saber mais sobre as incríveis personalidades femininas.

Sejam perguntas e reflexões sobre o amor, a sexualidade e o peso da sociedade nas relações amorosas, a escritora consegue repassar com bom humor todos esses tópicos, enfretados por ela e também suas amigas, repassando a expertise nessa busca incansável pelo amor.

Sexo, decepções, sonhos, medos, paixões, aventuras ardentes, algumas lágrimas, mas tudo isso sempre com o bom humor acompanhando! Afinal, mulheres modernas não ficam paradas, estão sempre atualizadas e o caminho da descoberta de si mesma pode ser uma aprendizagem divertida e prazerosa. Portanto, entrem e fiquem à vontade!

 

    
Sobre a autora

Vivian Mello Internacionalista, roteirista, Vivían Mello é escritora e atriz, apaixonada por viagens e curiosa sobre o ser humano e suas formas de relacionamento. Formada em Marketing, com MBA em Relações Internacionais e especialização em Dramaturgia, morou em diversos países e trabalhou em grandes multinacionais até assumir a paixão pela escrita e passar a dedicar cada minuto do seu tempo para trazer mais palavras à vida das pessoas.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.