Jornal Rosa Choque
Publicidade

Registro de flores em trabalho de médica vira exposição

Tudo começou quando a médica Floriana Bertini Durante um intervalo entre os exames de sua agenda, a médica encontrou uma flor roxa, miúda e sozinha no jardim do hospital em que trabalhava.

Buscando valorizar a percepção do que há de belo e simples bem ao nosso lado, detalhes que no dia a dia podem escapar aos olhares desatentos, a médica se propôs a fotografar flores que encontrasse pelo caminho com a câmera de seu celular, sem desviar da r | Creditos: PixaBay

A sede da Associação Paulista de Medicina recebe a exposição As Flores no Caminho, que traz parte das imagens do projeto #asfloresnocaminho, da médica cardiologista Floriana Bertini. A mostra, que ficará em cartaz até 9 de fevereiro de 2018.

O projeto que deu origem à exposição foi criado em 2016 por Floriana Bertini. Durante um intervalo entre os exames de sua agenda, a médica encontrou uma flor roxa, miúda e sozinha no jardim do hospital em que trabalhava. Resolveu fotografá-la com o celular e gostou do resultado. No dia seguinte, ao sair do carro no estacionamento do mesmo local de trabalho, deparou-se com uma orquídea branca encrustada no tronco de uma árvore, bem na altura dos seus olhos e fez o registro fotográfico novamente. Foi assim que nasceu #asfloresnocaminho.

Buscando valorizar a percepção do que há de belo e simples bem ao nosso lado, detalhes que no dia a dia podem escapar aos olhares desatentos, a médica se propôs a fotografar flores que encontrasse pelo caminho com a câmera de seu celular, sem desviar da rotina, durante os 365 dias seguintes, compartilhando as imagens associadas a mensagens inspiradoras nas redes sociais.

“Dependendo de onde e de como eu olhar para a realidade, para o que está bem ao meu redor, será que consigo encontrar uma flor por dia, todos os dias, no caminho? Foi com esse pensamento que aceitei o desafio de procurar, encontrar e valorizar, através das flores, algo de simples, bonito e disponível que me fizesse sentir bem, sem gasto adicional de tempo nem de dinheiro, uma questão de segundos, utilizando o que estivesse na mão. O princípio é que, de acordo com a atitude mental de cada um, dentro da nossa realidade, das nossas possibilidades, a busca por algo que nos faça bem é viável”, comenta Floriana.

As 19 fotos expostas serão acompanhadas por pequenas reflexões, que servirão como fio condutor do projeto. Se olharmos da primeira para a última imagem na sequência, teremos um texto inteiro. “Mas cada flor também falará por si mesma”, completa a autora.

 

Curta o Portal Rosa Choque no Facebook

 

Além da exposição, o projeto teve como desdobramento os piqueniques e os concursos fotográficos #asflorzinhasnocaminho, que reúnem crianças para fotografar flores em parques da cidade. O próximo, que será o terceiro, está sendo programado para 3 de dezembro, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. “As crianças tiram fotos com o celular dos pais ou delas mesmas. Não precisa ser um telefone de última geração porque o que importa é o olhar, a satisfação de registrar um presente que a natureza nos oferece. Olhando para a natureza, estamos olhando para nós mesmos, faz parte da brincadeira e da inspiração”, acrescenta Floriana.

Nascida em Turim, Itália, aos 12 anos mudou-se para o Brasil onde se formou em Medicina pela Universidade de Santo Amaro (UNISA) em 1995 e fez residência em Clínica Médica no Hospital das Clinicas e Cardiologia no Incor, ambos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Em 2010, ela também se tornou autora de livros infantis com a coleção Amor de Mãe.

 
APM | Exposição As Flores no Caminho, de Floriana Bertini (#asfloresnocaminho)
Visitação: até 9 de fevereiro de 2018, de segunda a sexta das 10h às 20h – entrada franca
Endereço: Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 278 - Bela Vista - Térreo
CEP: 01318-901 - São Paulo, SP - Brasil
Informações: (11) 3188-4304/4305

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.