Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 19-10-2018 às 23:13

Instituto Debora Muszkat abre as portas ao público

Espaço dedicado ao vidro terá apresentações musicais e exposição de obras feitas por alunos

| Creditos: Reprodução Facebook Debora Muszkat

A zona oeste de São Paulo passa a abrigar o Instituto Debora Muszkat, um espaço na capital paulista dedicado à arte, educação e capacitação de pessoas para a arte vidreira. A inauguração será neste domingo e contará com exposições e atividades culturais gratuitas ao público. Os visitantes poderão conferir mostra de obras feitas com vidro, apresentações musicais e percussivas, além de uma performance ao vivo de modelagem de cristal com fogo.

 

Leia mais:

Desconhecimento e falta de hábito explicam baixa procura por museus

Arte de Jean-Michel Basquiat passará 2018 no Brasil

 

O Instituto é uma idealização da artista plástica Debora Muszkat em conjunto com a Prefeitura de São Paulo e patrocínio da Owens Illinois (O-I), líder mundial na fabricação de embalagens de vidro. O local já vinha sendo utilizado desde agosto para os encontros do projeto “Através do Vidro”, que compõe a grade de atividades a serem oferecidas no espaço. 

Para Daniel Amaral, gerente da categoria Bebidas Alcoólicas da O-I na América Latina, o Instituto é um importante passo para a valorização do vidro no Brasil e chama a atenção para questões ambientais como a reciclagem e reuso do material. “O trabalho da Debora mostra toda a delicadeza e versatilidade que o vidro permite. Ela ensina técnicas que tornam possível dar novo sentido a garrafas, potes e cacos que seriam descartados. Por meio da arte, esses objetos ganham novo valor e utilidade”, diz.

As atividades da noite de inauguração serão realizadas no Instituto e também na praça Dr. Ennio Barbato, ambos localizados na r. Dr. Rui Batista Pereira, 125. Os visitantes poderão migrar entre uma atividade a outra, sempre acompanhados de apresentações performáticas e musicais do grupo Mumbra Corpomóvel, entre outros artistas. Na praça, ainda é prevista a plantação simbólica de uma flor de vidro para oficializar a integração do Instituto ao circuito de espaços culturais disponíveis no bairro do Butantã.

Desde os anos 80, a artista plástica Debora Muszkat tem se dedicado à arte com vidro e a pesquisas de gestão de resíduos. Para ela, o espaço ampliará as possibilidades de disseminação da cultura vidreira no Brasil e ajudará na educação social para à reciclagem. “As atividades que buscamos desenvolver no Instituto envolvem um conjunto de técnicas, algumas milenares, para transformar o vidro e para romper preconceitos. Buscamos despertar a população para as possibilidades que esse material permite, evitando desperdícios e descartes indevidos no meio ambiente”, explica. 

 

Curta o Portal Rosa Choque no Facebook

 

Sobre Débora Muszkat

Debora Muszkat é formada em Artes Plásticas pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e desde os anos 80 se dedica a estudos e pesquisas sobre a matéria vítrea. O interesse pelo tema surgiu ainda na faculdade. Em 1986, realizou sua primeira exposição com o vidro e, dois anos depois, mudou-se para a Inglaterra, onde estudou na Staffordshire University. Lá a artista teve contato com as mais diversas técnicas de transformação do material e, desde então, tem desenvolvido projetos sociais no Brasil em parceria com diversas instituições, sempre buscando deixar o legado de suas descobertas ao alcance de todos.

Em 2011, transformou seu ateliê, na capital paulista, em uma grande instalação vidreira. Hoje o espaço é aberto ao público e abrigará um instituto que terá seu nome, voltado para a arte, educação e sustentabilidade por meio do vidro.
 

 

Serviço:

Instituto Debora Muszkat
Endereço: Rui Batista Pereira, 125 e praça Dr. Ennio Barbato – Butantã, São Paulo/SP
 

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.