Jornal Rosa Choque
Publicidade

Mostra fotográfica do francês Depardon no Rio de Janeiro

Com entrada gratuita, a exposição exibe 170 fotos inéditas e de formatos variados de suas viagens, sendo algumas delas tiradas no Brasil

A exposição traz 170 imagens em cores e dimensões variadas entre paisagens, autorretratos e personagens de diferentes países da Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil, que, pela primeira vez, tem seus registros expostos em um projeto do artis | Creditos: Divulgação: Agência Febre

Coberturas de guerras. Situações cotidianas. Tragédias humanitárias. São estes alguns dos temas das fotografias do consagrado francês Raymond Depardon, de 75 anos, que serão expostas na mostra ‘Un moment si doux’, no Centro Cultural do Banco do Brasil do Rio de Janeiro até 22 de janeiro de 2018.

 

Leia mais:

'Altas Expectativas' ganha prêmio em festival nos EUA

Cineasta lança campanha "Mais Entretenimento, Menos Bullying"

 

A exposição traz 170 imagens em cores e dimensões variadas entre paisagens, autorretratos e personagens de diferentes países da Europa, África e América Latina, incluindo o Brasil, que, pela primeira vez, tem seus registros expostos em um projeto do artista. O evento tem realização do Centro Cultural do Banco do Brasil, patrocínio do Banco do Brasil e do Ministério da Cultura por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, apoio da EDF Norte Fluminense e da Embaixada do França no Brasil. A produção é da Bonfilm. Confira o vídeo da mostra aqui: https://we.tl/yMXFWMCWuH.  

Produzidas entre 1950 e 2013, sendo a maior parte inédita, as imagens estiveram expostas entre 2014 e 2015 no imponente Le Grand Palais, em Paris, no museu MUCEM, em Marselha, e, recentemente, no Centro Cultural Recoletas, na Argentina.

“Eu não sabia que eu era um fotógrafo da cor. Mas ela sempre esteve lá, desde o início. Eu sempre vi a cor como algo muito suave, ao contrário do preto e branco, com que eu me torno mais maniqueísta, querendo mostrar ao mundo que sofre. Na cor, eu sou completamente diferente. Eu estou mais ligado a minha infância feliz na fazenda dos meus pais, ao desejo amoroso também”, comenta Raymond Depardon.

A mostra “Un moment si doux” faz parte da retrospectiva da carreira do renomado Raymond Depardon promovida pelo CCBB durante os meses de novembro a janeiro. O francês ainda mostra o seu lado cineasta com a “Mostra Depardon de Cinema”, que exibe 28 produções, entre documentários e filmes de ficção, a partir do dia 3 a 22 de janeiro de 2018.

Com mais de 40 obras, a cinematografia de Depardon é conhecida no mundo inteiro entre o público de cinéfilos. Para essa mostra de cinema foram selecionados os 28 filmes mais importantes da sua carreira, produzidos entre 1969 e 2017. Destacam-se filmes sobre o universo psiquiátrico (São Clemente, de 1980, Emergências, de 1989, e 12 Dias, o último filme dele que estava em seleção oficial no Festival de Cannes 2017), o mundo camponês (três longas na série Perfis Camponeses entre 2000 e 2008), o Chade (La captive du désert, de 1989) o sistema judiciário (Presos em flagrante, de 1994), o mundo politico (1974, Um presidente em campanha, de 2002), a vida quotidiana francesa (Jornal da França, de 2012,  e Os habitantes, de 2016), sempre com um olhar humanista.

 

Curta o Portal Rosa Choque no Facebook

 

O trabalho do Raymond Depardon foi consagrado com inúmeros prêmios no mundo inteiro: Gran Premio Nacional da Fotografia, César do Melhor Documentário, Prêmio Louis Delluc, entre outros.  Além da exibição dos longas-metragens, o cineasta Raymond Depardon participará de uma palestra sobre documentários.

 

Serviço:

Exposição de Fotografias - Un Moment Si Doux | até 22/01/2018

Mostra Depardon Cionema (28 filmes) | 03/01/2018 a 28/02/2018

Horário: Quarta-feira a segunda-feira, 9h às 21h.   

Local: Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) Rio de Janeiro (Rua Primeiro de Março, 66 – Centro, Rio de Janeiro)

Ingressos: Entrada franca. Retirada de ingressos para a mostra 1 hora antes do início da sessão.

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.