Jornal Rosa Choque
Publicidade

BPW Cuiabá completa 16 anos e terá eleição da nova diretoria

A Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais- BPW Cuiabá foi fundada em 2001 pela jornalista e empresária Sueli Batista, atualmente é presidida por Zilda Zompero Pazini, empresária e lighting designer.

Posse da primeira diretoria e associadas da BPW Cuiabá, no Buffet Emília, uma foto histórica de 4 de dezembro de 2001 | Creditos: Arquivo BPW Cuiabá

Uma organização cresce através de suas lideranças, e com a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais- BPW Cuiabá, não poderia ser diferente. A ONG Feminina que empossou sua primeira diretoria, em dezembro de 2001, completa 16 anos. Seu sucesso se deve ao comprometimento de empreendedoras que tem levado adiante os ideais de Lena Madesin Phillips, advogada americana que em 1930 fundou a Federação Internacional BPW (Businerss Professional Women), presente hoje em todos os continentes e em todas as regiões do país. No dia 6 de dezembro haverá eleição da  Diretoria Executiva, e a atual presidente, Zilda Zompero Pazini- empresária na área de elétrica, hidráulica e iluminação, e que atua também como lighting designer é a única candidata inscrita para assumir a presidência na Gestão 2018-2020.

Leia mais:

Zilda Zompero faz primeira reunião de associadas como presidente da BPW Cuiabá 

Nova luz para a BPW Cuiabá

Zilda Zompero está comprometida com os novos desafios da organização e diz que se confirmar seu nome para a nova gestão, trabalhará com seu estafe formado democraticamente, ouvindo e respeitando a expertise do Conselho Superior, que conta com ex-presidentes. A empreendedora disse que muitas das ações voltadas ao desempenho qualificado e competitivo da mulher, implementadas nos últimos anos, serão avaliadas podendo ter continuidade,  assim como ocorrerá um trabalho mais integrado junto ao Conselho Diretor e as coordenadoras e vice-coordenadoras das comissões de  trabalho.

(Foto da esquerda para a direita, a atual presidente Zilda Zompero e as ex-presidentes: Mariza Bazo, atualmente Conselheira Superior da BPW Cuiabá e  primeira vice-presidente da BPW Brasil, e Sueli Batista que faz parte dos Conselhos Superiores da BPW Brasil e da BPW Cuiabá)

A maioria dos projetos, conforme Zilda Zompero informou estarão concentrados nas diretrizes da BPW Internacional e da BPW Brasil, com foco na missão organizacional: na eliminação de qualquer tipo de discriminação; na defesa  da igualdade jurídica, social, econômica, política e nas melhores condições de participação no setor econômico, sejam nos mercados de trabalho ou nos negócios. Estarão sendo elaborados novos projetos, além dos que já estão há 15 anos em andamentos, a exemplo do Março é Mulher e do Sou Doadora de Vida, que no ano passado passou a ser intitulado Doando Vida. Ambos foram criados pela BPW  Cuiabá em 2002, na gestão de Sueli Batista e desde 2011 realizados pela BPW Brasil, como seus principais projetos nacionais.

Oficina de projetos

Na nova gestão cada comissão de trabalho irá  trabalhar efetivamente, com pelo menos um grande projeto, sendo que as ações estarão concentradas nas áreas de educação, cultura, negócios, inovação e tecnologia, responsabilidade social e meio ambiente, capacitação empreendedora, turismo, direito da mulher,  saúde e qualidade de vida. Duas comissões também serão estratégicas, a de finanças que cuidará de captação para a sustentabilidade da organização e a outra da BPW Jovem, que visará iniciativas fundamentais para o empoderamento e empreendedorismo de mulheres até 35 anos de idade. 

Segundo Zilda Zompero será ofertado para a BPW Cuiabá, através da presidente fundadora, Sueli Batista, uma oficina de Elaboração de Projetos, pois ela tem expertise na área, tanto em nível de desenvolvimento local, quanto nacional, pois já presidiu a BPW Brasil e  foi coordenadora do comitê de projetos em nível nacional. Ela  ministrará a oficina para todas as coordenadoras e suas vices, mostrando o passo a passo. Desta forma a presidente acredita que os trabalhos acontecerão de forma produtiva e com resultados mais efetivos.

Um pouco de história

O sucesso e o reconhecimento da BPW Cuiabá, ao longo de 16 anos, se deu porque a organização ao dar seus primeiros passos o fez com muita firmeza, escolhendo caminhos construtivos, lado a lado da sociedade civil organizada, apoiada por outras entidades, públicas e privadas e tendo sempre o apoio da mídia. “Estes laços e parcerias serão mantidos e até mesmo ampliados na nova gestão”, diz Zilda Zompero, e ela contará com uma grande equipe ao seu lado. Um estafe com visão de futuro e grande capital intelectual e humano.

(Foto: Composição da mesa de autoridades, na fundação da BPW Cuiabá, em 4 de dezembro de 2011, da esquerda para a direita, a  coordenadora do Comitê de Comunicação da BPW Brasil, Íria Martins, a vereadora Verinha Araújo, a primeira presidente Sueli Batista, a presidente da BPW Brasil, Maria Inês Bunning, a conselheira auperior da BPW Brasil, Marta Cury, a deputada federal, Celcita Pinheiro e  a coordenadora do Comitê de Negócios da BPW Brasil, Simplícia Arruda). 

Foi com a prioridade de congregar e orientar mulheres na busca do seu desenvolvimento pleno, tanto nas esferas de poder público, como também de mercado, que jornalista e empresária Sueli Batista, com um grupo de 133 mulheres de negócios e profissionais, fundou a BPW Cuiabá. Bastaram apenas duas reuniões realizadas em agosto de 2001, para a formação e fundação da organização, que ocorreram respectivamente nas dependências do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial-Senac e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso- Fecomércio/MT. A posse da primeira diretoria, entretanto, ocorreu somente no dia 4 de dezembro do mesmo ano, e a organização passou a trabalhar inicialmente, em uma sala que foi cedida por um ano, pela Dra. Hildenete Fortes, simpatizante da causa.

Num olhar lançado sobre 16 anos de história, verifica-se que a BPW Cuiabá, através de seus projetos e ações, contribuiu ativamente para a construção de um cenário mais propício para a mulher empreender e se empoderar, abrindo espaços intelectualmente ativos, altamente produtivo e socialmente representativo. Teve no período cinco presidentes, além da atual Zilda Zompero e da fundadora Sueli Batista, que ficou por duas gestões. Registra-se na história da entidade também,  as presidentes: Marilise Doege Esteves, educadora que na época coordenava os cursos de empreendedorismo da UniRondon, e que ficou dois anos no comando; a jornalista e empresária, Mariza Bazo, que ficou por duas gestões e a  fonoaudióloga e cantora Sônia Mazetto, que ficou por uma gestão incompleta, por ter fundado no período, a BPW Várzea Grande, da qual é a presidente.

 

(Foto: um dos vários out-door espalhados pela cidade de Cuiabá, anunciando a chegada da organização)

Inspiradas no que fez a fundadora da BPW Internacional,  Lena Madesin Phillips, as líderes da BPW Cuiabá, romperam barreiras ajudando a distanciar as desigualdades entre homens e mulheres,  tecendo assim  a rede indutora do empoderamento e do empreendedorismo feminino. Vale informar que em nível mundial a BPW tem assento e status consultivo em várias organizações e agências mundiais, a exemplo da Organização das Nações Unidas-ONU. No Brasil tem assento no Conselho Nacional dos Direitos da Mulher-CNDM, e em Cuiabá a organização integra o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher. Uma organização, portanto, muito representativa.

Na Gestão 2018-2020, em níveis de Diretoria Executiva, se inscreveram candidatas sem formação de chapa,  de maneira individual. Por outro lado, entretanto, estão alinhadas com as novas diretrizes. Foi proposto pela diretoria atual, a criação de novas diretorias: Juridica, Comunicação e Eventos, que se aprovadas na mesma assembleia, já terão suas postulantes ao cargo. Terão ainda na composição o Conselho Diretor- Titular e Suplente, Coordenadoras e Vice-Coordenadoras de Comissões de Trabalho e o Conselho Fiscal, sendo que este obrigatoriamente não pode ter associadas, e geralmente é formado por homens. Conheça as inscritas para a direção executiva, e os respectivos nomes indicados na composição do estafe. 

(Foto à direita: Associadas da BPW Cuiabá e diretoria, na última reunião presidida por Zilda Zompero).

Diretoria Executiva – Gestão 2018/2020

Presidente

Zilda Aparecida Zompero Pazini

Primeira vice-presidente

Margarethe Alves Nunes Dias

Segunda vice-presidente

Andréa Barbosa da Silva Dias

1ª Diretora Secretária

Rúbia Delizandra Ranzani Tesch de Oliveira

2ª Diretora Secretária

Glauce Mendes Romio 

1ª Diretora Tesoureira

Silvana Soraya Gomes

2ª Diretora Tesoureira

Cleide Anteres Lima Franco

Diretora de Eventos

Carla Regina Gubert

1ª  Diretora Jurídica

Cláudia Aquino de Oliveira

2ª Diretora Jurídica

Marilza Moreira Figueiredo

Diretora de Comunicação

Zilda Rosa  Carrion Carracedo

Conselho Diretor

Adiene Borges Campos

Adriana Telles

Andréa Barbosa da Silva Dias 

Anna Maria Barreto Souto

Elizabete Fernandes da Silva

Fabiane Martins Mattos Limoeiro

Gessi Carmen Rostirolla

Heleninha Botelho de Campos Coelho

Margarethe  Alves Nunes Dias

Maridilza Curvo de  Aquino

Mariza Aparecida Bazo

Rosimeri Ribeiro

Rúbia Delizandra Ranzani Tesch de Oliveira

Silvana Soraya Gomes

Sueli Batista dos Santos

Zilda Aparecida Zompero Pazini

Tatiane Carla Barbieri  

Terezinha Aparecida Sandoval Zompero

Suplentes do Conselho Diretor

Elizabete de Araújo Ferreira

Gracielite Rodrigues Nogueira Santos Ramos

Magda Beatriz Santos Silva 

Ninpha Aparecida Aquino Castrilho

Rosangela Pelissari

Conselho Fiscal Titular

Hebert Matos

José Pereira Filho 

Robério Tarrago Cademartori

Conselho Fiscal Suplente

Thiago Clementino Ferreira

Coordenadoras e vices- coordenadoras das Comissões de Trabalhos

BPW  Jovem

Laissa Cristina  Miranda Leite Medeiros 

Nadia  Bello

Capacitação Empreendedora

Cléria Dal Barco

Jessica Campos

Cultura

Marili Grando

Josiane Maldonado Malinoski de Souza

Direito da Mulher

Danyelle Souza Amarilha

Fernanda Vaucher de Oliveira 

Educação 

Alessandra Trentino

Tatiane Carla Barbieri

Finanças 

Assimini Said Yunes

Adriana Doblins Azambuja de Castro

Inovação e Tecnologia

Juliana Beatriz Tanaka

Wiviannnyn Pereira Barbosa

Meio Ambiente

Vanderleia Favaretto Trindade

Adiene Borges Campos

Negócios

Raquel Batista Lopes Florênço

Silvia Vargas  Gomes

Responsabilidade Social

Andréia Vieira F.  Kruger 

Milena Antonelli Silva Verneck Ramanoff

Saúde e Qualidade de Vida

Carolina Mattar da Cruz

Nalian C.  Laccal Gomes Madeira 

Turismo

Lauristela Guimarães Araújo 

Chiristiane de Oliveira Melo

 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.