Jornal Rosa Choque
Publicidade

Prêmio Sebrae Mulher de Negócios: saiba a trajetória da vencedora

Maria Aparecida Damasceno Aguilar, da Pousada Pedra Torta, conquistou Ouro na Categoria MPE, do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios. Ela conta como empreendeu com sucesso em Itacaré- BA

Por ser mulher, Maria Aparecida disse que enfrentou dificuldades, principalmente no período de construção, onde o ambiente é normalmente masculino. | Creditos: Cícero Solveira

Ter êxito no empreendedorismo exige mais do que capital financeiro. A história com a qual Maria Aparecida Damasceno Aguilar, da Pousada Pedra Torta, em Itacaré -Bahia,  conquistou este ano ,ouro o Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, na categoria MPE, legítima isso. O prêmio é uma iniciativa do Sebrae Nacional em parceria com a Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Brasil, a Fundação Nacional da Qualidade-FNQ e o Governo Federal, através da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres- SPM.

 

Leia mais:

"Sonho grande" a motivação da mosaicista Cida Carvalho

Plantando sonhos, colhendo oportunidades

 

Maria Aparecida iniciou sua vida profissional em Teixeira de Freitas, sua  cidade Natal, trabalhando em lojas de roupas, como vendedora. Trabalhou em seguida como vendedora em lojas de automóveis. Desde criança, gostava de desafios e na sua carreira teve muitos. Trabalhando no comércio ela começou a poupar dinheiro e construir uma casinha em Teixeira. “Foi então que conheci meu marido, tínhamos um sonho em comum, montar nosso próprio negócio, fomos morar juntos e começamos a trabalhar com este objetivo”. O sonho era ter uma Pousada

Em 1998 o casal fez uma viagem em busca de um lugar tranquilo, para construir sua pousada, “a ideia era unir o trabalho com um lugar que nos desse prazer de trabalhar e morar. Viajamos de Jericoacoara a Itacaré. Para fazer essa viagem tivemos que poupar o dinheiro de muitos meses de trabalho. Nesta ocasião, eu havia vendido a minha casinha e estava morando na casa de meu marido”, contou a empreendedora.

Foi acordado entre ela e seu companheiro que o seu dinheiro seria aplicado para um destino certo, abrir o negócio e o dinheiro dele seria para as despesas diárias. Planejamento exitoso.

“Quando chegamos em Itacaré, vimos a oportunidade de empreender, pois a cidade estava em fase de ascensão, pessoas de outros estados abrindo seus negócios, então resolvemos comprar um terreno na praia da Concha, parcelado. Voltamos para Teixeira para continuar trabalhando, afinal tínhamos usado a nossa reserva para comprar o terreno, agora precisávamos ter dinheiro suficiente para construirmos a pousada”. 

Enquanto estavam  em Teixeira, surgiu a oportunidade do casal comprar mais dois terrenos em Itacaré ao lado do que há haviam adquirido. E a ousadia entrou no caminho dos empreendedores, fecharam negócio, abrindo um novo caminho ao sonho.  

“Esperamos 3 anos, até que entramos com pedido de empréstimo no Banco do Nordeste para construir nosso empreendimento. Não foi fácil aprovar o empréstimo, mas com muita experiência de vendedora, consegui convencer o gerente do Banco. Antes mesmo de o empréstimo sair, estávamos a um ano aguardando esta liberação, então começamos a construir seis apartamentos com a nossa reserva”. A estratégia focada no futuro deu certo e quando em junho de 2002 o banco liberou o recurso,  o casal construiu mais 14 apartamentos. 

Em dezembro de 2003, a Pousada Pedra Torta estava funcionando a todo vapor, com 21 apartamentos. Em do ano seguinte um novo passo para a prosperidade do negócio, os empreendedores começaram a trabalhar com as operadoras. “Fomos a primeira pousada a firmar parceria com as operadoras. Neste período, compramos mais um terreno ao lado do nosso e pactuamos com a CVC que no verão teríamos mais 11 apartamentos. 

A CVC vendeu os 32 apartamentos, sem que tivéssemos terminado de construir. Decisão audaciosa a nossa, mas tínhamos que ser rápidos, pois sabíamos do nosso potencial e havia essa demanda na cidade”. Tudo deu certo.

“Até então, eu estava em tempo integral em Itacaré e meu esposo em Teixera, para garantir o trabalho dele até que tivéssemos estabilidade suficiente para vivermos só da pousada. Foi quando engravidei e decidimos que estava na hora de ficarmos juntos e construirmos nosso sonho de vida e trabalho, construindo a nossa família”.

Foi graças ao planejamento e profissionalismo que tudo cresceu e multiplicou. O casal fazemos vislumbrou a  oportunidade de crescimento na cidade, então compraram os terrenos próximos. “Identificamos o que não tínhamos na primeira pousada, Pedra Torta, e construímos uma segunda pousada, a Terra boa. Fizemos um projeto, financiamos 90% da construção e em 2009 estávamos com o nosso Hotel Boutique pronto para atender aos hóspedes, um público mais requintado”. Conclusão: hoje seus empreendimentos geram 80 empregos diretos. “Fomos pioneiros na cidade com as parcerias do Senac e Sebrae. Fizemos cursos na área de Marketing, alimentos seguros, PCMSO, PPRA, atendimento a clientes. Somos a primeira e única pousada no processo de certificação de ISO da região. Prezamos pela nossa equipe, fazemos questão de treiná-los e gratificá-los pelos resultados. Sempre que temos bons resultados na tripadviser, comemoramos em conjunto com um almoço ou churrasco. Costumo fazer aniversariante do mês, reuniões mensais, dentre outras ações. Busco sempre os profissionais que procuram fazer o melhor, que possuem interesse em participar dos cursos que proporcionamos. Costumo dizer que tudo que implantamos foi graças aos cursos e consultorias que fizemos”, disse a empreendedora. 

 

Curta o Portal Rosa Choque no Facebook

 

Maria Aparecida diz que na trajetória o casal não teve do acertos e que erraria menos se tivesse feito cursos antes, mas como tudo na vida na sua filosofia de vida é aprendizado, “temos que tirar proveito, pois aprendemos” frisou.

Em setembro de 2015, os negócios se expandiram, com a compra de  uma pousada, a Vira Canoa, no entorno dos seus negócios. “Nela havia 14 apartamentos, dobramos o número de leitos, estamos construindo mais 14 apartamentos. Nossa meta até o final do ano é termos ao total 102 leitos”, 

Hoje, os negócios de Maria Aparecida tem uma tem Missão, Visão e Valores definidos. “Trabalhamos com um serviço de qualidade, valorizamos as pessoas, temos um site funcionando e temos controle de faturamento, despesas, trabalhamos com planilhas, metas e indicadores de resultados”.

Os empreendedores também investem em ações sócio ambientais. “Por vermos a precariedade da educação na cidade logo que chegamos, e por termos um filho pequeno, nos unimos a alguns pais e fundamos uma escola para a primeira infância e primário em Itacaré. Acreditamos que se puder contribuir com a comunidade, todos nós saímos ganhando, não só profissionalmente, mas como pessoas. Com isto, temos um projeto social de montarmos uma creche, estamos buscando parceria com a Prefeitura”, disse mostrando seu peculiar entusiasmo.

E as iniciativas não param por aí, em um terreno de 17 hectares os empreendedores colocaram em prática um projeto com a SOS Mata Atlântica, “reflorestamos essa área e plantamos 20 mil mudas de plantas nativas, para resgatar a Fauna e a Flora. Recuperamos uma represa, e hoje temos até peixe lá. Hoje toda nossa hortaliça utilizada na pousada, vem dessa terra, tudo orgânico. Esse projeto está aberto à visitação. Trazemos a ideia de que podemos contribuir e cuidar da natureza, da comunidade e da cidade onde vivemos”. 

Por ser mulher, Maria Aparecida disse que enfrentou dificuldades, principalmente no período de construção, onde o ambiente é normalmente masculino. “ Os homens acham que as mulheres não entendem nada de construção e não querem aceitar as ordens femininas. Mas nada disso me fez desanimar, sempre fui firme e decidida. Para as mulheres que querem empreender, eu costumo dizer que acreditem no seu potencial e não tenham medo! Estejam com os pés no chão e saibam da sua capacidade, do seu valor!”.

Como meta atual, Maria Aparecida diz que pretende seguir os padrões de qualidade da ISO, e ficar em primeiro lugar no ranking da TripAdviser para a cidade de Itacaré, até chegar ao primeiro do Brasil no ranking de Hotel Boutique. “E ainda crescer, crescer e crescer!”, que ninguém duvide disso.

 

A editoria Mulher em Destaque tem outras histórias para inspirar você. Leia aqui!

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.