Jornal Rosa Choque
Publicidade

Diferentes soluções para proteção solar e conforto térmico

Conheça produtos para todos os bolsos e tipos de arquitetura, que ajudam a diminuir temperatura de locais com alta incidência de sol

É muito importante que o arquiteto ou engenheiro avalie qual destas opções abaixo se encaixa melhor na necessidade do cliente, de acordo com a incidência de radiação no local, iluminação, controle térmico, aparência harmoniosa e orçamento disponível.  | Creditos: Divulgação: Nuernberg Messe

O verão está chegando e, com ele, chegam as altas temperaturas e a incidência de sol durante um maior período do dia. Mas, com os últimos aumentos na conta de luz, fica inviável manter a utilização diária e constante de aparelhos refrigeradores, como ar condicionados e ventiladores. Como nem sempre é possível mexer na parte civil e na edificação do local, a feira R+T South America, em parceria com a Glass South America, apresenta algumas opções para solucionar o superaquecimento dos ambientes, seja de residências ou comércios.

 

Leia mais:

350 gavetas guardam mistérios no Jardim Secreto

Em trilhos: iluminação conceitual

 

É muito importante que o arquiteto ou engenheiro avalie qual destas opções abaixo se encaixa melhor na necessidade do cliente, de acordo com a incidência de radiação no local, iluminação, controle térmico, aparência harmoniosa e orçamento disponível. 
 
 

Cortinas e Persianas

As cortinas e persianas são recursos simples, econômicos e bem práticos para fugir das altas temperaturas. Além disto, ainda podem ser utilizadas como peça de decoração do ambiente.

De acordo com Mauricio de Queiroz, responsável pelo crescimento da Bedeque Persianas, esta é uma excelente opção para ajudar a refrescar o ambiente, pois podem ser fabricadas com diversos tipos de tecidos, sendo que alguns deles possuem tratamentos específicos para o controle térmico do ambiente. “Um caso deste tipo de tecido é o que chamamos de Sun Screen (Tela Solar), que em sua composição possui estas propriedades térmicas. Uma variação bem interessante deste tecido é uma versão com um revestimento metálico na parte traseira que, além de aumentar a eficiência contra o bloqueio térmico, ainda diminui a incidência de raios ultravioletas no ambiente”, comenta Maurício.

Um dos modelos mais buscados no mercado é a cortina de rolo, como explica Terezinha Semprebon, diretora da Sunshine Cortinas e Persianas. “As persianas proporcionam o conforto térmico aos ambientes porque possuem design e composições técnicas especificas para a proteção solar, que arejam o ambiente evitando o indesejado ‘efeito estufa’. O produto mais indicado é a cortina Rolo, que possui várias opções de tecidos especiais que proporcionam a proteção solar, garantem uma ventilação constante e impedem a entrada de raios UV”.

Mais do que a parte estética e luminosa, o representante da Bedeque Persianas acredita que os clientes precisam tomar ciência do tipo de proteção que as cortinas e persianas oferecem e pedir ajuda de especialistas. “O que a pessoa precisa especificar à empresa de cortina ou persiana é o tipo de bloqueio que necessita no ambiente. Uma informação muito importante que precisa ser considerada é que as paredes de tijolos ou blocos de cimento acumulam uma certa quantidade de calor durante o dia e liberam a noite. Com isso, é necessário o auxílio de empresas capacitadas e expertise para que a cortina e persiana consiga entregar maior eficiência na retenção de calor”, explica.

Levando em consideração os outros tipos de produtos comercializados no Brasil para controle térmico, como as películas, vidros reflexivos, o custo de construção de paredes duplas ou materiais específicos para o conforto térmico, as cortinas e persianas se tornam uma opção mais barata.

 

 

Curta o Portal Rosa Choque no Facebook 
 

Vidros reflexivos

Os vidros reflexivos possuem uma tecnologia bastante avançada para proporcionar conforto térmico e controlar a luminosidade. A especificação de profissionais especializados é imprescindível para que o vidro escolhido seja de acordo com os índices de fator solar, transmissão de luz e refletividade.

O Sol emite uma radiação, que é dividida em 3 partes: raios ultravioletas – estes podem causar câncer de pele e desgastar os móveis; a luz visível e os raios infravermelhos – que emitem a maior parte do calor. A metalização integrada ao vidro faz com que boa parte desta radiação seja refletida para o ambiente externo. O bloqueio de calor e luz varia de acordo com a cor do vidro e o grau de reflexão escolhido.

“Os vidros refletivos são capazes de bloquear o calor em até 70%. Além de garantir privacidade devido à estética espelhada encontrada em algumas das linhas de vidros de controle solar, eles também permitem a entrada de luz natural, ajudando na economia de energia e mantendo a temperatura agradável por mais tempo”, explica Marlene Moura, marketing da Divinal Vidros.

Entretanto, não são todos os tipos de vidro capazes de desempenhar esta função de controle térmico. “O vidro é um material fantástico, capaz de isolar do vento e da chuva ao mesmo tempo que permite a visualização da paisagem e a integração entre as pessoas. Por um outro lado, na sua forma mais simples, ele não é capaz de isolar o calor. Pelo contrário, ele permite que a radiação do Sol ultrapasse o vidro e, por uma questão física, este calor não consegue “voltar” para o lado externo, criando um “efeito estufa” dentro dos ambientes. Os vidros reflexivos por sua vez, possuem uma camada metalizada capaz de refletir boa parte da luz intensa do Sol bem como da radiação, evitando que este efeito ocorra”, explica Rebeca Andrade, marketing da PKO do Brasil.

Ao se optar por um destes vidros é necessário avaliar, por exemplo, a posição do sol durante o dia. O sol matutino é menos intenso do que vespertino, isto permite a utilização de vidros mais claros. Outro fator importante é o nível de luminosidade necessária para o ambiente, escritórios necessitam menos luz para não haver ofuscamento na tela de computadores, por exemplo. Já as residências, geralmente, pedem maior nível de iluminação.

O importante é contar com o apoio de especialistas para fazer a melhor escolha. Rebeca acrescenta que a única contraindicação para a utilização deste tipo de vidro seriam “locais onde é necessário a constante integração visual dos ambientes, como vitrines de lojas, pois a reflexão irá atrapalhar na visualização dos objetos”.

Apesar de possuírem um custo mais elevado e serem mais complicados na instalação, os vidros reflexivos são uma ótima opção de investimento a longo prazo. Por barrarem o calor e controlarem a luminosidade, estes materiais permitem uma economia de energia elétrica com ar condicionado e luz artificial. “Essa economia pode chegar de R$ 30 a R$ 40 por metro quadrado de vidro instalado, por ano, em relação ao vidro comum. Isto se traduz na recuperação do investimento em 2 a 3 anos, sendo que toda a vida útil da obra será de lucro”, finaliza Rebeca.
 

Toldos e Arquitetura Leve

Por conta da estética, os toldos nunca foram um dos recursos mais procurados para o controle térmico. Porém, ao longo dos anos, a indústria foi se modernizando e encontrando novos modelos de produção, de forma que acrescentem na arquitetura e ainda impeçam parcialmente a incidência dos raios solares. O toldo mais comum, atualmente, é o “retrátil” ou “vertical retrátil”, mas outras coberturas e sistemas inovadores ganham cada vez mais espaço no mercado, como coberturas tensionadas, pérgolas e arquitetura leve – feitas com membrana têxtil. Esta última opção destaca-se no mercado, principalmente para locais comerciais, como restaurantes e bares à céu aberto. Porém, a instalação deste tipo de material merece atenção redobrada na escolha e especificação técnica, como explica Andreas Schultheiss, proprietário da Toldo-Vela.

“Hoje, existem mecanismos automatizados e materiais de alta tecnologia que harmonizam com as construções e geram conforto térmico, mas na concepção de um projeto de arquitetura podem existir obstáculos como a localização e posição da obra (praia e coberturas de prédios), legislação (metragem de área construída permitida), design do projeto (funcionalidade e estilo) e índice de radiação solar (angulação do sol e exposição dos raios-UV)”.  

Por isto, se faz necessária o auxílio de arquitetos ou engenheiros. A opção de arquitetura leve é bastante moderna e, por passarem a sensação de um ambiente mais leve e descolado, vem conquistando os empresários e donos de comércio.

Estes são alguns recursos que podem ser apresentados pelos arquitetos ou engenheiros para seus clientes. O papel destes profissionais é fundamental na escolha e especificação técnica para que o produto entregue a eficiência máxima e o consumidor sinta-se satisfeito. Outra dica importante é que os meses que antecedem o verão são os mais buscados para a venda destes produtos. Este aumento está atrelado a uma série de fatores, como: as altas temperaturas, famílias arrumando a casa para as datas festivas, recebimento de 13º, entre outros. Por isto, é importante fazer uma longa pesquisa de mercado para verificar a precificação, qualidade do produto e entrega.

Todas estas tendências em sistemas de proteção solar e vidros, você encontra nas feiras R+T South America e Glass South America, que acontecem simultaneamente no São Paulo Expo, nos dias 9 a 12 de maio de 2018. Para mais informações, acesse o site.
 
 
Serviço

Data: 09 a 12 de maio de 2018
Horário: dias 09 a 11 das 12h00 às 19h00 / dia 12 das 10h00 às 17h00
Local: Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5 - Cep: 04329-900 | São Paulo | Brasil

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.