Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 02-06-2020 às 14:16

Entenda mais sobre essa dieta que esta se tornando moda

Não entram, de jeito nenhum, os produtos industrializados e ricos em açúcares, gordura trans e aditivos químicos. | Creditos: Shutterstock

A Dieta Paleo parece ser a solução definitiva para qualquer pessoa que queira melhorar sua saúde, emagrecer, ganhar massa muscular e se evitar doenças modernas como diabetes, síndrome do intestino preso ou irritado, inflamações e muitas outras.

A máxima da deita paleolítica é coma comida de verdade. Comida de verdade é aquela que não vem de uma indústria, aquela que nosso corpo se adaptou por milhões de anos e por conta dela evoluiu. Conforme a dieta paleo devemos nos alimentar como nossos antepassados, aqueles que viveram antes da descoberta da agricultura, ou seja, quando ainda eram nômades e dependiam exclusivamente da caça e da colheita aleatória para sobreviver. Isso quer dizer mais ou menos entre os anos 9.000 e 7.000 antes de Cristo.

Neste tipo de alimentação paleo, você só pode comer aquilo que nossos antepassados podiam caçar ou coletar na natureza:

Carnes
Ovos
Hortaliças
Frutas
Sementes
Nozes e castanhas

Não entram, de jeito nenhum, os produtos industrializados e ricos em açúcares, gordura trans e aditivos químicos.

Por outro lado, muitas coisas que consideramos saudáveis hoje em dia ficam fora desta dieta paleo, como, cereais (arroz, trigo, milho) e leguminosas (feijão, lentilha, amendoim, grão de bico). É justamente nesse ponto que as pessoas encontram grandes dificuldades. Muitos ficam até mesmo “perdidos”sem poder colocar um pouco de arroz no prato.

A Dieta Paleo ganhou esse nome na década de 1970 com o médico Walter L. Voegtlin. Mais recentemente, recebeu impulso com as pesquisas do dr. Loren Cordain, autor do livro A Dieta do Paleolítico (The Paleo Diet), mestre em Fisiologia do Exercício pela Universidade de Nevada-Rento e doutor em Fisiologia do Exercício pela Universidade de Utah.

Esta dieta paleolítica tem feito bastante sucesso porque você não precisa contar calorias ou quantidades de alimentos.

A Dra. Maria Fernanda Pio, nutricionista dá as seguintes dicas para facilitar a vida de quem quer seguir a dieta paleo:

1. Elimine o açúcar e grãos principalmente trigo e soja

 2. O grupo das raízes e frutas devem ser avaliados, pois estão relacionados com seus gasto energético diário, não sendo necessário em excesso quando o objetivo é a perda de peso, diferente dos atletas e praticantes de atividade física que dependem de um maior aporte de carboidratos no seu dia, principalmente pré e após o treino

3. Consuma alimentos de verdade, evite industrializados ao máximo

4. Evite gorduras artificiais  como margarinas e óleos artificiais, selecione sua fonte de gordura, elas são fundamentais para o equilíbrio do nosso organismo. Não devemos ter medo das gorduras naturais como abacate – azeite – coco – banha – bacon, apenas devemos entender aonde, quando e quanto consumir.

5. vegetais no meu ponto de vista estão liberados. Consuma o mais variado possível , inclua em sucos – saladas – pratos quentes – recheios – sopas – use sua criatividade 

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.