Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 24-07-2019 às 00:59

História de amor entre pet e seus donos promove inclusão 

Quando a cadela Missy foi trazida para o Brasil, uma adaptação profunda precisou acontecer na família de Izabella Badra.

Uma história de amor entre os pets e seus donos. | Creditos: Shutterstock

Missy foi trazida ao Brasil já com 5 anos de idade, vinda dos Estados Unidos, porque não podia mais competir com outros cães de sua raça. Precisou passar por uma verdadeira adaptação de língua, costumes, afeição, o que foi feito com atitudes inclusivas. Izabella Badra revela todo o amor envolvido nessa aventura em A História de Missy, que mais do que contar a relação entre o pet e seus donos, fala muito sobre como é preciso respeitar e abraçar as diferenças. O livro já é um sucesso de vendas pela internet e conquista, a cada dia, mais leitores mirins.

Segundo a autora, “Missy teve que adaptar-se para voltar a ser feliz, e conseguiu, graças ao amor que encontrou na nossa família e eu desejei que essa adaptação pudesse servir de exemplo para as crianças”. Para amplificar o projeto, Izabella já realizou parceria com várias escolas, como a FAAP, a Escola Municipal José Cândido de Souza e a Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos ANNE SULLIVAN, de São Paulo, que receberam doações do livro. “Aos poucos, vamos levar nossa história e a inclusão para todo o Brasil”, enfatiza.

Sobre "História de Missy - Uma história de amor"

O livro tem como objetivo reunir em um único exemplar recursos como letras ampliadas, braile, audiodescrição, texturas, aroma e versão em língua brasileira de sinais, Libras, disponível em QRcode, na contra capa do livro, que pode ser acessada pelo link http://www.umpratodo s.com.br/p/historiademissy.

O projeto foi realizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura e contou com a orientação da Fundação Dorina Nowill, o Estúdio Serigráfico Efeito Visual e apoio da Umpratodos para elaboração dos recursos de acessibilidade.

O livro é voltado para o público infantil e baseado em personagens reais, narrando as aventuras de Missy, uma cadela da raça Pointer Inglês. A história é uma viagem no mundo dos sentidos e as mensagens e valores são passados de maneira lúdica, com as crianças interagindo com o livro, no qual cada página é uma surpresa.

A cadela pertenceu à autora do livro, Izabella Badra e durante muitos anos de convivência com a família lhe trouxe muitas experiências positivas. Desde que foi importada do canil Solivia's, nos EUA, Missy acompanhou o crescimento das crianças, Bebel e Dudu, que aprenderam valores importantes para a formação de seu caráter, como respeitar as diferenças.

Desse convívio surgiu a ideia de produzir um livro para homenagear Missy e, ao mesmo tempo, retornar algo para a sociedade e para a educação do Brasil. Izabella explica: “por isso reunir tantos recursos de leitura em um único lugar, para que as todas as crianças possam sentir detalhes da história da Missy. Assim, trabalhamos a inclusão do deficiente na sociedade, não apenas o visual, mas de todos os tipos, e ensinamos desde pequenas a respeitar e amar o seu semelhante, mesmo com diferenças”, explica.

O livro mostra o amor da família por Missy e o amor de Missy pela sua nova família. O CD com audiodescrição traz também uma música inédita, composta pela cantora e compositora Martinha, com arranjo do maestro Miguel Briamonte.


Onde comprar: www.lojinhadamissy.com.br    

História de Missy – Uma história de amor

Autora: Izabella Menicucci Badra

Brecel Editora e Gráfica

42 páginas

Valor: R$ 70,00

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.