Jornal Rosa Choque
Publicidade

Puket lançará quinta edição de campanha de inverno

Projeto terá o apoio de embaixadores de peso: Giba  e Maju Trindade se juntam a Caio Paduan, Julia Konrad e Alexandra Loras

Já foram reciclados mais de 600 mil pares de meias em 15 mil cobertores | Creditos: Instagram/Puket

Na próxima terça-feira (30), acontece o evento de lançamento da quinta  temporada do Projeto Meias do Bem, no MIS, às 16h, em São Paulo. Com o notável trabalho de recolher meias usadas e transformá-las em cobertores aos mais necessitados, o Projeto Meias do Bem comemora sua quinta temporada no próximo dia 30, com evento no Museu da Imagem e Som (MIS), em São Paulo. Para aumentar o impacto dessa corrente do bem, um time de embaixadores de peso apoiam a causa em 2017. O ex-jogador de vôlei Giba e a youtuber Maju Trindade chegam para se juntarem aos atores Caio Paduan e Julia Konrad, além de Alexandra Loras, ex-consulesa da França, que apadrinham o projeto desde o último ano. Já foram reciclados mais de 600 mil pares de meias em 15 mil cobertores.

“Realmente me apaixonei pelo projeto. Sou de Curitiba, sei como o frio dói e como deve doer nas pessoas que não tem uma casa, um cobertor ou uma meia pra vestir. Então, quando fiquei sabendo do projeto abracei com todas as forças que eu tenho. É uma causa nobre. A gente tem tanto: tem saúde, tem comida, tem casa, não custa nada ajudar”, destaca Giba.  “Além de ser um projeto social é um projeto sustentável, estou feliz em participar!  O mais legal é que uma coisa tão pequena, uma meia que você dá, já pode virar um cobertor.Inclusive eu vou fazer isso e você pode fazer isso! Acredito que essa pequena atitude pode mudar a vida das pessoas”, afirma Maju.

Entre a rotina intensa das gravações dos últimos capítulos de Rock Story e o início de uma nova produção da Rede Globo, Caio Paduan fez questão de continuar apoiando a causa. "Não tem como ficar indiferente em um país com tantas pessoas em situação de rua, passando fome e frio. Quando nos convidaram a ser embaixadores da causa, não tivemos dúvida em aceitar”, diz o ator, reforçado por Julia Konrad, sua namorada e colega de Rede Globo. "Uma simples ideia com um simples gesto já mudou a vida de muita gente. Se todos fizermos alguma coisa para melhorar, vamos viver em um lugar melhor", completou.

Reconhecida por suas ações em prol da sociedade, Alexandra Loras revela que apoiar o Meias do Bem vai além de um simples gesto. “Através da empatia e da compaixão, gosto de pensar que agregar valor à sociedade é poder fazer a diferença, trazer um pouco de dignidade e respeito através de ações sustentáveis. Essa é um forma de nos colocarmos no lugar do outro. Eu poderia estar nessa situação difícil e ter de enfrentar esse inverno”, finaliza.

 

Como ajudar?
O Projeto Meias do Bem está espalhado por todo o Brasil através dos seus pontos de coleta, que são as mais de 160 lojas da Puket no país. Em cada local há uma urna da iniciativa, que recebe as doações ao longo de todo o ano.

 

Sobre o Projeto Meias do Bem
A iniciativa nasceu da ideia de Claudio Bobrow, sócio-fundador da Puket, que resolveu ampliar algo que a empresa sempre fez. Durante seus quase 30 anos de atuação, todo resíduo têxtil, ao invés de ir para o lixo, era entregue a fábricas de cobertores. Após muito estudo, percebeu-se que era possível utilizar as meias usadas na produção das mantas. Foi então que se iniciou essa grande corrente do bem, que já impactou mais de 15 milhões de pessoas.
 

Serviço

Projeto Meias do Bem no MIS - Museu da Imagem e do Som

Quando: 30 de maio, às 16h

Endereço: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo - SP

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.