Jornal Rosa Choque
Publicidade

Cuiabá - MT, 21-09-2020 às 07:42

A evolução dos melhores vestidos do Oscar

Sally Field. | Creditos: Shutterstock

A tão aguardada cerimônia de entrega do Oscar 2016 finalmente aconteceu! O mundo parou para torcer por seus favoritos em cada categoria, assistir às performances super produzidas e, é claro, conferir os looks escolhidos pelas celebridades para a grande noite. Quando o assunto é moda no red carpet, as atenções são voltadas para os vestidos usados pelas famosas, que são tradições tão antigas quanto à própria celebração da Academia. E nesses 88 anos da premiação, preparamos uma linha do tempo com os melhores vestidos do Oscar, usados pelas atrizes vencedoras, desde a sua primeira edição.

1929

Janet Gaynor foi a primeira mulher a ganhar um Oscar (e também a única mulher indicada nessa primeira edição da Premiação). O filme “Sétimo Céu”, pelo qual ganhou a estatueta, consagrou a sua carreira e abriu várias oportunidades de atuação em outros filmes grandes, como “Aurora” e “Nasce uma estrela”.

1939

Na Cerimônia de 1939, Bette Davis foi um dos grandes destaques por sua brilhante atuação no filme “Vitória Amarga” que lhe rendeu o prêmio de melhor atriz. O filme também foi premiado como o melhor da noite. Bette chegou a comentar que esse foi um dos papéis que mais gostou de interpretar em sua carreira.

1948

O vestido verde de barra estilo balonê da atriz Loretta Young foi de fato um dos mais marcantes do Oscar, porém, a vida e a personalidade que a atriz deu à personagem “Katrin” no filme “Ambiciosa” foram ainda mais notáveis. O papel de Loretta foi tanto elogiado pela crítica, como se constituiu como um dos símbolos do emponderamento feminino no cinema americano.

1954

Look, personagem e prêmio de princesa! No filme “A Princesa e o Plebeu”, Audrey Hepburn imortalizou “Ann”, a princesa que se aventura anonimamente em Roma, na busca de uma vida normal. Em Hollywood, Audrey Hepburn se consagrou como sinônimo de elegância e talento, sendo reconhecida várias vezes pelo público e pela crítica durante a sua carreira.

1961

Elizabeth Taylor foi a grande estrela dos tempo de ouro do cinema americano. Ícone de beleza, de moda e de ótimas atuações, a atriz viveu grandes papéis no cinema, como o de Gloria Wandrous em Disque Butterfield 8 que lhe rendeu o Oscar em 1961.

1976

"Um estranho no ninho” é um clássico que mantém o seu sucesso até os dias atuais, em boa parte, devido a inesquecível atuação de Louise Fletcher como a enfermeira Ratched. A performance dramática da atriz foi memorável e lhe rendeu além do Oscar, um Globo de Ouro.

1989

Jodie Foster coleciona indicações ao Oscar e vestidos icônicos no red carpet. Em 1989 a atriz ganhou seu primeiro Oscar pela atuação no filme “Acusados”. O vestido azul de Jodie na Cerimônia é referência de moda até hoje.

1999

É impossível não se emocionar com a atuação de Gwyneth Paltrow em “Shakespeare Apaixonado”. A atriz viveu “Viola De Lesseps”, uma jovem nobre que se envolve em um amor proibido com o escritor William Shakespeare. O papel de Gwyneth e o vestido usado por ela no Oscar encantaram tanto a Academia, como os críticos de moda da época.

2002

A premiação de Halle Berry como melhor atriz no Oscar de 2002 marcou a história como a primeira vez em que uma mulher negra recebeu o reconhecimento da Academia. Além da aclamação da crítica pela atuação de Halle no filme “ A última ceia”, seu discurso reivindicando o espaço da etnia negra no Oscar representou um acontecimento épico!

2013

Jennifer Lawrence é uma das atrizes mais queridas da atualidade! São vários filmes de sucesso, premiações e fãs ao redor do mundo que a atriz carrega em sua trajetória, sendo ainda tão jovem! Em 2013, Jennifer ganhou o Oscar de melhor atriz com apenas 23 anos, sendo a segunda atriz mais jovem na história a levar o prêmio até então.

Veja o grafico:

Deixe seu comentário!

O Jornal Rosa Choque não se responsabiliza pelos comentários aqui postados. A equipe reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional, inseridos sem a devida identificação do autor ou que sejam notadamente falsos, também poderão ser excluídos.

Lembre-se: A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica. Você pode optar por assinar seu comentário com nome completo ou apelido. Valorize esse espaço democrático Agradecemos a participação!

Todos os campos marcados com é de preencimento obrigatório.